Situação Dá Uma Lavada Na Oposição No Primeiro Round Do Jogo De Empurra Do Ministério Do Esporte.

Eu costumava dizer que político não tem alma. Não é verdade. O Senador Cristóvão Buarque tem. Há outros que também acho que devem ter. Mas não posso assegurar.

Assisti hoje, do princípio ao fim, a audiência pública na Câmara Federal que deveria ter tratado, com profundidade, das denúncias que envolvem o ministro do esporte. Deveriam, ainda, os ínclitos deputados aproveitar a oportunidade para discutir os rumos do esporte no Brasil, fosse o social, fossem os grandes eventos.

Eu não sou muito afeito às idiossincrasias dos parlamentares. Acho curioso, apenas para citar dois exemplos, como eles utilizam o plural majestático. E se ofendem reciprocamente, tratando-se de Vossa Excelência. Olhando de longe, sempre tive a impressão de que a plêiade sentada naquelas cadeiras estofadas não está nem aí para o sujeito que está fazendo o uso da palavra. E que este, por seu turno, também está se lixando se os seus pares estão prestando atençao na sua fala.

Quando me convidaram para ir ao Senado falar na Comissão de Educação e Esportes, pedi a opinião do amigo Juca Kfouri. Juca, experiente, tarimbado, disse-me que depois da CPI do futebol, que acabou dando em nada mesmo em face das provas angariadas, não perdia mais tempo com esse tipo de coisa. Não tinha mais ilusão com aquela gente. Mas recomendou que eu fosse e tirasse minhas conclusões. Como não sou político e como não tenho interesse em aprovar nenhuma emenda ao orçamento, fui ao Senado, enfiei o dedo nas feridas do esporte e apertei bem fundo. Como me disse outro amigo, o José Cruz, de uma vez só espantei os dois homens mais poderosos do esporte brasileiro, Carlis Nuzman e Orlando Silva, que fugiram para não debater comigo. Ou seja, eles não têm medo da oposição, mas tiveram medo de mim. Mais de um ano depois, peguei de jeito o Orlando Silva em um debate na Folha de São Paulo. Entrei no auditório carregado de documentos e perguntas para fazer. Notei claramente o incômodo do ministro do esporte quando me viu cheio de pastas. O debate esquentou. Um aluno da Fundação Getúlio Vargas, Alexandre Flexa, que se graduava naquele dia, pediu a palavra. Enfático, inquiriu o ministro Orlando. Quando bradou que o Orlando mais parecia um ministro do PFL (que depois virou DEM)do que qualquer outra coisa, foi muito aplaudido pela platéia. Foi o que bastou para Orlando Silva expor a sua face de fujão e encerrar o debate, alegando outros compromissos.

E por que o Ministro não fugiu hoje? Por alguns motivos. O primeiro deles por falta de opção. Depois, porque somente políticos poderiam indagá-lo. E político ele encara. Ainda mais quando na sala a maioria esmagadora é de aliados. Fiquei, mais uma vez, com a idéia de que aquela gente não tem compromissos com o Brasil. Ali prevalece um joguete infantil, de Oposição Vs. Situação para ver quem se dá melhor. E hoje, entre bobagens e barbaridades de parte a parte, a Situação deu de lavada na Oposição. A situação usa aquele velho truque de ocupar o microfone o máximo possível, deixar o tempo passar para acabar logo com aquilo.

A atenção foi cuidadosamente desviada dos pontos de maior relevância. A dado instante a coisa ficou tão ridícula, que mais parecia uma sessão solene de entrega do título honorífico ao ministro. Uma deputada, cujo o nome não me lembro, chegou a dizer que “isso é coisa da imprensa golpista”. Há outras patetices.

Eu ainda acho que no final das contas, o Orlando sairá. A presidenta sabe com quem está lidando. O partido do ministro enfiou-o goela dentro da presidenta, que preferia outro nome para a pasta. O ministro do esporte ainda está entalado no êsofago da presidenta. E essa é a oportunidade que ela tem para vomitá-lo.

Categorias olimpismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close