Roberto Gesta de Melo. Obs. : Vejam Nos Comentários Abaixo As Considerações Do Presidente da CBAt.

No início deste ano travei, através da mídia eletrônica, um debate de alto nível com o Presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, Roberto Gesta de Mello. A troca de mensagens está publicada neste Blog, assim como no do Jornalista José Cruz.

O que eu aprecio no Presidente Gesta é que ele nunca foge do debate. Podemos não concordar com todos os seus temas. Isso é normal em qualquer sociedade democrática e sem censuras.  Mas temos que louvar sua disposição de sempre, ao menos comigo, debater em alto nível as questões do atletismo do Brasil. Quando escrevi no Estado de São Paulo que os exames anti doping no Brasil não são confiáveis, o Presidente da CBAt ligou-me de Berlin, aonde estava para o campeonato mundial de atletismo, no meio da crise do doping em massa em sua modalidade para, educadamente, expor tudo aquilo que, segundo ele, a sua Confederação estava fazendo para combater o uso de substâncias proibidas. Achei uma atitude democrática. Ele ligou da Europa, no meio do tiroteio, para conversar comigo e expor seus pontos de vista. Relatei tudo no Blog. Eu respeito quem dá a cara a tapa. Eu dou a minha. Diferente do atual presidente do Comitê Olímpico Brasileiro que fugiu de mim no Senado Federal, fazendo aquele papelão que Vocês conhecem.

Não quero aqui entrar no mérito se o longo mandato do Gesta no comando do atletismo nacional tem sido bom, ou ruim. Certamente há as duas coisas. Uma de minhas sugestões formuladas a ele, no início do ano, foi de que a CBAt deveria alterar os seus estatutos sociais de modo a ampliar o colégio eleitoral e limitar o número de reeleições, já para a atual gestão, bem como impedir que parentes do Presidente e do Vice Presidente fossem candidatos a esses postos. Qual não foi a minha grata surpresa ao verificar, poucos dias depois, que o Gesta realmente alterara o estatuto da CBAt dando voto a Atletas medalhistas olímpicos, técnicos cujos Atletas ganharam medalha (nesse caso o  excelente Pedrão tem que ter voto, pois o nosso João do Pulo ganhou duas medalhas) e para os cinco clubes melhores colocados no Troféu Brasil de Atletismo no ano anterior. Não colocou o limite de reeleições e nem a questão dos parentes. Mas o que fez já é um avanço e não há como negar esse fato.

Em uma das mensagens que gentilmente escreveu-me, Gesta de Melo colocou algo assim: “para mim, que estou prester a deixar a Confederação e dedicar-se somente à area internacional.” Isso está publicado e também em meus arquivos. Essa frase me deixa claro o seguinte. Após 25 anos no poder, Gesta compreende que já deu sua contribuição ao atletismo e que é ora de deixar que gente mais jovem, com novas idéias, assuma sua posição. Outra interpretação não há para ela.

Ou seja, Gesta prepara-se para deixar o comando do atletismo em 2.012, quando termina o seu mandato. Realmente, 25 de poder é muita coisa. A pessoa passa a ser repetitiva. Perde criatividade. Seu vício no poder acaba ofuscando as coisas boas que possam ter sido feitas no passado. E acho que Gesta de Melo refletiu sobre o tema e percebeu que mais um mandato lhe seria extremamente desgastante. A sociedade não veria com bom olhos a permanência dele no poder por mais tempo.

Se Gesta de Melo, conforme escreveu-me, está disposto a deixar comando do atletismo, escancara-se  uma porta para uma nova era.

Desde já é necessário que esse novo colégio eleitoral busque uma alternativa que possa, ao mesmo tempo, arejar a modalidade e uní-la em projetos arrojados, de modernização, aproveitando o que de bom ficará da gestão anterior. Principalmente, projetos de massificação no atletismo do Brasil.

Em consultas informais feitas à comunidade do atletismo, amantes do esporte, Jornalistas especializados e outros, há uma vontade de que Gesta de Melo realmente deixe o posto em 2.012. Não porque ele tenha a antipatia das pessoas. Muito pelo contrário. Ele costuma ser afável e acessível. É que realmente muito tempo no poder desgasta a imagem do indivíduo e, como disse acima, as pessoas acabam esquecendo o que ele fez de bom. E ele, antes que sofresse forte oposição do seu meio, teve a grandeza de perceber — e escrever-me — que “está prestes a deixar o cargo”.

Parabéns Gesta pela iniciativa de não concorrer à reeleição. Tomo como verdadeira — palavra de Olímpico — aquilo que Você me escreveu. Não acho que é blefe. Você poderá continuar dando sua contribuição ao esporte em suas outras funções internacionais. Os desportistas não são como os políticos ordinários, daquele tipo que diz que não quer, mas para o bem do povo fará o sacrifício enorme de continuar. Gesta vem do esporte. Parece-me que realmente cumrpirá sua palavra e esse é o seu desejo. Ainda que o mundo insistisse, ele recusaria permanecer. Até porque sabe que há gente muito competente para continuar o seu trabalho.

Assim, o caminho no atletismo, quero acreditar, está aberto para os novos rumos.

Que apareçam os candidatos, com suas propostas.

Vamos debatê-las.

Alberto Murray Neto
ONG Sylvio de Magalhães Padilha – Pela Ética e Transparência no Esporte Olímpico Brasileiro.

Categorias olimpismo

17 comentários em “Roberto Gesta de Melo. Obs. : Vejam Nos Comentários Abaixo As Considerações Do Presidente da CBAt.

  1. Acompanho o atletismo. O Gesta já ficou muito tempo e tem que sair. Pouco fez pelo tempo que está nessa Confederação. Ele agora tem que ir cuidar lá das medalhas que ele compra, sei lá se com ou sem nota fiscal. Eu sou um corredor amador que gosta bastante do atletismo.

    Curtir

  2. Nilson Duarte Monteiro fevereiro 3, 2010 — 7:28 pm

    Olá Alberto,

    Eu tenho que dar minha mão a palmatória, o Gesta nunca se furtou ao diálogo, quando deixam a gente falar com ele, pois as diversas vezes que eu liguei para CBAt tentando falar com ele, sempre me diziam que ele não podia atender e, a vezes que ele me atendeu, sempre foi de uma educação exemplar.
    Agora, quanto a ele ficar 25 anos a frente de uma Confederação, penso que não foi salutar para o atletismo, tanto é que a partir do dia que começou a entrar dinheiro no atletismo, a coisa não melhorou, e nos últimos anos até regrediu. Ganhamos uma medalha de ouro, depois de 24 anos, isso é muito pouco para a grana que entrou de 2000 pra cá. Resumindo, tá na hora, ou melhor, passou da hora dele dar lugar para outro. Ele até tentou sair uns anos atrás, mas a comunidade atlética representada pelos presidentes de federação pediram para que ele ficasse no cargo. Não sei bem qual foi o motivo para sua permanência, pode ser sua experiência para lidar com os meandros da comunidade internacional do atletismo, sei lá. Que venha a renovação e com idéias inovadoras para alavancar o atletismo nacional, que está caindo pelas tabelas.

    Curtir

  3. Caro Nilson, Vamos agora pensar adiante e virar a página do atletsmo nacional. Que venham os novos candidatos com novas proposas para debater. Anraços. Alberto.

    Curtir

  4. Paulo Otávio de Albuquerque Medeiros fevereiro 4, 2010 — 9:37 am

    O atletismo brasileiro, precisa continuar avançando, com novos gestores, proposta e acima de tudo desepenho para o crescimento desta modalidade.
    Muito diferente a esta realidade esta a Confederação Brasileira de Triathlon, que tem a sua frete um gestor “insubistiuível” ditando da sua forma quem comanda suas federações e seus estatutos.
    Enquanto no triathlon seus atletas estão se disfiliando, buscando eventos terceirazados. E seus pequeninos atletas inciantes, tomando como responsabilidades a divulgação de seus fantasiosos projetos sociais. Outras modalidades esportivas como o atletismo e o remo, estão tentando serem democráticos em seus estatutos.
    Já é um bom começo, quando uma Confederação e Federação abrem as portas da participação de técnicos e atletas, descidirem em conjunto seus futuros.
    Parabéns pela reportagem Alberto.

    Curtir

  5. Comentário do Presidente Roberto Gesta de Melo

    Prezado Dr. Alberto Murray: segue abaixo comentários do Presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, Roberto Gesta de Melo, a seu artigo, postado ontem (dia 3), em seu blog. Solicitamos a publicação do texto do Presidente Gesta. Atenciosamente, Benê Turco

    Dr. Murray,

    A caminho para reunião com o Presidente da IAAF e com os de todas as Confederações Continentais de Atletismo, no exterior, tomei conhecimento de seu artigo, publicado na mídia eletrônica, sobre questões relativas à
    Confederação Brasileira de Atletismo.

    A propósito do assunto, informo-lhe o seguinte :

    1. De fato, o Estatuto da CBAt foi alterado, recentemente, por intermédio de consulta às filiadas, permitindo o voto dos atletas medalhistas olímpicos e dos treinadores desses desportistas.

    O Estatuto, há mais de uma década, já permitia a filiação de clubes, agora delimitando esse vínculo, com acerto, aos cinco mais destacados do Troféu Brasil do ano anterior, pelo critério do mérito, como ocorre com os atletas.

    2. A mudança aprovada em relação aos votos dos treinadores deu-se para aqueles técnicos dos atletas vivos que passaram a integrar a Assembléia Geral da Entidade.

    O Professor Pedro de Toledo foi treinador do inesquecível João Carlos de Oliveira, já falecido. Na minha opinião, nada mais justo que nova proposição nesse sentido seja apreciada, no próximo mês de março, na Assembléia Geral da Entidade, já composta pelos 27 Presidentes de Federações Estaduais, 5 Clubes, 11 atletas medalhistas olímpicos e 4 treinadores.

    Há apenas um pormenor. Alguns anos atrás, o Professor Pedro de Toledo desligou-se de atividades na CBAt e, inclusive, devolveu o seu Título de Benemérito da Entidade. Assim, penso ser compreensível que, para levar esse
    ponto à soberana decisão da Assembléia Geral, a CBAt deva receber alguma manifestação do referido Professor sobre o seu interesse no caso. O que terá de ser efetuado neste mês de fevereiro, pois a Assembléia se dará nos
    primeiros dias de março.

    3. Pelo menos por duas vezes, anteriormente, levei a questão da limitação de mandatos à apreciação da Assembléia Geral da CBAt, que decidiu não acatar a medida. Na convocação da Assembléia irá constar novamente da pauta esse item. Evidentemente quaisquer outras restrições serão discutidas, incluindo a proibição de candidaturas de parentes etc.

    4. É verdade, também, que pretendo dedicar-me mais à área internacional do Atletismo, principalmente com os grandes desafios dos Jogos Olímpicos RIO 2016. Esse relacionamento do Atletismo brasileiro com os diferentes órgãos fora do país exigirá esforços redobrados. Além disso, estou coordenado uma série de publicações, com a participação de mais de uma centena de especialistas mundiais, sobre a história do olimpismo.

    Essa é uma vontade de cunho pessoal. Na verdade, não temo oposição, que considero salutar. Se algo pode me animar é exatamente a possibilidade de um confronto de idéias para que a comunidade atlética nacional possa avaliar propostas reais, baseadas no conhecimento e respaldadas pela experiência histórica, com vistas voltadas para o futuro. E que melhor colegiado para aferir o que lhe convém do que a atual composição da Assembléia Geral da Confederação.

    5. A CBAt, nos últimos anos, transformou-se de uma Entidade que funcionava em duas salas, sem patrocinadores, endividada e com estrutura extremamente precária, em um órgão que possui patrocínios de um grande Banco Estatal, Governos Estaduais, Entidades privadas, Rede de TV, e assim por diante, com brasileiros e estrangeiros vinculados à Confederação em cerca de 20 cidades. Com vários Centros de Treinamento em funcionamento e outros mais a inaugurar.

    Nosso patrocinador oficial, do qual temos o maior orgulho, sabe do assédio que temos tido de concorrentes.

    Para gerir essa estrutura relativamente complexa, temos tido a participação cada vez mais crescente de Federações Estaduais, Clubes, atletas e treinadores, que conhecem os mecanismos de funcionamento da
    instituição. Sem dúvida, todos estão preparados para uma nova gestão participativa, sem predomínio do individualismo, mantendo a unidade do Atletismo brasileiro, com a discussão democrática e aberta de todos os
    assuntos e o acatamento à vontade da maioria, representada pela comunidade em todos os seus segmentos.

    Atenciosamente.

    Roberto Gesta de Melo – Presidente da CBAt

    Curtir

  6. Dr. Cláudio Pacheco fevereiro 4, 2010 — 1:37 pm

    Prezado Dr. Alberto Murray Neto, como médico que dá suascorridas, acho que o comentário acima do Dr. Roberto gesta de melo é de quem na realidade não quer sair. Quer ser ungido pelas massas e fazer o “Dia do Fico”. Bom que ele realmente cumprisse com sua palvra e deixasse o posto. Uma medalha de ouro em mais de vinte anos é nada.

    Curtir

  7. Precisa avisar o Sr. Gesta, que o tal projeto sobre olimpismo que ele quer fazer, nao pode ser executado. pelo menos de acordo com o que pensa o ditador do COB

    Curtir

  8. 1 – Duvido que o Sr. Gesta vá deixar a mamata, a não ser que tenha alguma outra coisa já engatilhada. Quem fica 25 anos no poder tem sede de ser ditador e não reconhece que há gente melhor do que ele.

    2 – Isso aí que ele fica porque as federações querem, nós todos sabemos que é hi´stória para boi dormir. Ele atua nos bastodres para ir ficando como se fosse o grande mártir do atletismo.

    3 – uma medalha de outro nesse tempo todo mandando é uma droga.

    4 – quero ver se ele tem coragem de assinar um documento e colocar no cartório que vai afastar-se.

    5 – ele queria por o filho dele lá. A família já trabalha toda na Confederação, cuidando do dinheiro e das coisas mais importantes.

    6 – o atletismo inteiro quer saber quem compra aquelas coisas que ele guarda lá com ele, medalhas. Se tiver eleição secreta e se cada atleta tiver coragem de dizer ele não ficaria tanto tempo.

    ass.: pessoa do atletismo.

    Curtir

  9. Antônio Bentes junho 22, 2010 — 12:57 pm

    Um mente pequena e tacanha a deste esportista amador. Sou amazonense e me orgulho do Roberto Gesta que muito fez e tem feito pelo esporte e pelo atletismo brasileiro. Fui universitário a época em que ele incentivava os jogos estudantis. Seu trabalho é impar e exemplar. Não precisa de apoios e de aplausos gratuitos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close