Defender o Atleta e o Esporte.

Quando houve o golpe de 1.964, meu avô, um militar, Major Sylvio de Magalhães Padilha, além de presidir o Comité Olímpico Brasileiro, era vice-presidente do Conselho Nacional de Esporte (CND), nomeado pelo presidente João Goulart. O órgão era presidido por um grande amigo dele, o deputado federal pelo Partido Socialista Brasileiro, o desportista Rogê Ferreira. No dia do golpe, Rogê estava incluído na primeira lista de cassações que tolheu os direitos políticos de muitas pessoas. Meu avô fez, mais uma vez, aquilo que foi a pauta de sua vida, agir dentro da legalidade: (a) em solidariedade ao amigo Rogê, entregou sua carta de demissão ao governo federal e deixou seu cargo no CND; (b) foi ao aeroporto de Congonhas dar guarida ao Rogê, que havia saído às pressas da Capital Federal.

Anos antes, quando o ditador da época, Getúlio Vargas, editou o decreto-lei 3.199, em pleno Estado Novo, foi o Capitão Padilha, diretor do Departamento de Esportes do Estado de São Paulo (DEFE) e o mais destacado atleta Olímpico brasileiro naquele período, quem saiu publicamente em defesa dos interesses do esporte. Criticou severamente a forma autoritária como o ditador Vargas regulamentou o esporte em nível federal, apontando que aquilo seria altamente prejudicial ao desenvolvimento do desporto nacional (até hoje o Brasil sofre os atrasos decorrentes do decreto-lei de Vargas, de 1.941). O enfrentamento a Vargas implicou a perseguição constante do presidente Vargas contra o atleta e Capitão Sylvio de Magalhães Padilha. O enfrentamento ao ditador Vargas também ocorreu quando o DEFE trouxe ao Brasil os nadadores japoneses chamados como “Peixes Voadores”, para que se apresentassem na capital e no interior de São Paulo. Vargas havia mandado que Padilha não desse aos japoneses (país que havia perdido a guerra) as honras que mereciam, determinando que o hino do Japão não fosse tocado e tampouco a bandeira do país fosse hasteada nos locais de competição. Padilha respondeu ao ditador que se tratavam de atletas e que os receberia com todas as honras. O hino japonês foi tocado e a bandeira do país hasteada em cada local por onde passaram os “Peixes Voadores”.

No embarque no Brasil para os Jogos Olímpicos de Tokyo, em 1.964, um militar de plantão no aeroporto de Congonhas deteve o mestre Waldemar Zumbano (tio de Éder jofre), uma lenda do Boxe, integrante da delegação do Brasil. Alegou que Zumbano não poderia viajar, pois era militante do Partido Comunista do Brasil. Padilha foi ao tal militar e disse: “ou Você solta o Zumbano agora, ou o Brasil volta para casa e ninguém viajará aos Jogos Olímpicos. E o mundo inteiro saberá a razão”. O militar de plantão não hesitou em permitir a viagem do querido Waldemar Zumbano.

Anos mais tarde, o governador Paulo Salim Maluf quis lançar a candidatura de São Paulo aos Jogos Olímpicos de 1.988. Chamou o Major Padilha ao Palácio dos Bandeirantes e, na frente da imprensa, fez o lançamento da candidatura paulistana ao Jogos Olímpicos. Tomando a palavra, mais uma vez, Padilha não titubeou. Disse ao governador Maluf que se ele quisesse investir no esporte, que o fizesse na base, mediante uma política de Estado para o esporte e que o Brasil não estava preparado para receber Jogos Olímpicos. A manchete da Folha de São Paulo foi “COB Veta Olimpíada em São Paulo e Acusa Maluf de Demagogo”.

O atleta e o militar Sylvio de Magalhães Padilha nunca demonstrou nenhuma preferência político partidária. A única vez que o ví em público manifestar-se sobre um tema político foi em uma entrevista, em 1.984, em favor das Diretas Já. Padilha era genuinamente uma pessoa do esporte.

Padilha era uma pessoa firme, respeitadíssimo, personalidade carismática, sério, daquelas pessoas que basta a presença física para nota-lo que, em alguns casos, se confundia-se com um temor reverencial. O presidente do COB recusava-se a enviar delegações de atletas para convescotes com presidentes da república em vésperas de Jogos Olímpicos e Panamericanos. Atleta não era escada para político nenhum.

Padilha nunca hesitou, desde os tempos de atleta mundialmente destacado, em sair em defesa intransigente dos interesses dos atletas e do esporte, sempre que os viram ameaçados.

Quem conheceu e conviveu com o atleta, militar e dirigente Sylvio de Magalhães Padilha sabe o que estou dizendo. O esporte, a ética, o tratamento justo, a verdade e o respeito eram princípios inegociáveis.

Por isso era, mesmo, respeitadíssimo, no Brasil e no exterior, mesmo por aqueles que eram seus adversários.

Categorias olimpismo

5 comentários em “Defender o Atleta e o Esporte.

  1. Pampa ( Campeão Olímpico de Vôlei) junho 3, 2021 — 2:55 am

    Parabéns pela trajetória de seu avô e sua, em favor do esporte brasileiro.

    Curtir

  2. Parabéns Aberto Murray por todo seu empenho em moralizar o esporte brasileiro ! Nessas horas me enche de orgulho ser atleta brasileira !

    Curtir

  3. Pois é meu amigo Murray, Silvio que foi atleta, na qualidade de GESTOR defendia o atleta e hoje o sr. Bach, impõe ao atleta assinar um protocolo insentando o COI na Olimpíada de Tokyo, de responsabilidade numa época de PANDEMIA. Alguém tem que fazer alguma coisa. Atenção CNO do mundo e FEDERAÇÕES INTERNACIONAIS DESPORTIVAS.

    Curtir

  4. Nelson Rocha dos Santos junho 3, 2021 — 11:16 am

    Tive o prazer e a honra de,na época de atleta,ter Sylvio de Magalhães ,como Presidente do COB. Na verdade,foi uma figura ímpar do Desporto Nacional. Faz muita falta nos sombrios dias de hoje.
    O texto é excelente, Alberto! Parabéns

    Curtir

  5. Obrigado, Campeão!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close