O Doping de André Calvelo na Natação.

Ontem vibrei com o resultado do jovem nadador André Calvelo na seletiva Olímpica. Hoje ao ler no noticiário que ele foi suspenso pela ABCD por ter sido flagrado no doping, decepcionei-me profundamente. O que é capaz de levar um menino de vinte anos a ingerir uma substância proibida para levar vantangem indevida sobre seus competidores?

Na minha longa trajetória no esporte, nunca ví um só atleta pilhado no doping confessar que, de fato, tomou substância proibida. As histórias contadas pelos dopados perante os Tribunais são sempre as mais criativas. Eles nunca têm culpa de nada, não sabem nada, não viram coisa alguma, colocam a culpa no laboratório, na namorada, se fazem de idiotas e querem fazer pensar que os juízes também são tansos. Esse comportamento é geral. Nos meus anos como árbitro do CAS ouvi essas histórias de atletas de inúmeras nacionalidades.

Todos têm direito de ampla defesa. Se ao final do processo do André Calvelo ficar comprovado que ele violou as leis do jogo limpo e consumiu substância proibida, deverá ser rigorosamente punido. Que lhe seja impingida uma pena severa que lhe sirva, inclusive, como lição de vida fora do esporte. Um garoto que aos vinte anos é capaz de fazer isso, poderá ao longo da vida fazer coisas muito piores. E que seja punido não apenas ele, mas todos aqueles que, no curso do devido processo legal, restar comprovado que concorreram com a trapaça. Doping é tão ruim quanto a corrupção.

Ninguém se dopa sozinho. A indústria do doping é tenebrosa e envolve uma cadeia de pessoas até a substância chegar ao consumidor final, o “atleta” (a palavra está entre aspas porque quem se dopa não merece ser chamado de atleta). São os fabricantes, os traficantes, os intermediários, membros de equipes multidisciplinares, treinadores, dirigentes, patrocinadores que podem também estar envolvidos. Não é justo que somente o “atleta” dopado seja punido.

Muita gente não tem ideia de quão sujo e lucrativo é o negócio do tráfico internacional de doping. Doping não é algo que deva se limitar aos Tribunais Esportivos. Doping é caso de polícia e deve ser combatido com a mesma veemência que se combate o tráfico de drogas.

O esporte é uma propaganda de vida saudável e competição honesta e não um meio de morte.

Categorias olimpismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close