Justiça do Rio Determina Intervenção na Confederação Brasileira de Basquete.

Lí há pouco no twitter do Jornalista Demétrio Vecchioli que a Justiça do Rio de Janeiro determinou um interventor para comandar a Confederação Brasileira de Basquete (CBB). O interventor deverá ficar no cargo até que haja um desfecho na contenda jurídica que envolve a chapa de oposição, que viu negada pelo Conselho de Administração seu direito de disputar o pleito. Sabe-se lá quanto tempo isso levará.

Uma pena que a CBB tenha que passar por isso. Para uma modalidade que vem enfrentando problemas há muitos anos, este é um agravante que não contribui com o reerguimento do basquete.

Já expressei anteriormente minha simpatia pelo agora ex presidente Guy Peixoto. Foi craque de bola, é um empresário de sucesso, que angariava condições de colocar a CBB nos trilhos. Dentro do que lhe era possível, conduziu uma boa gestão e tinha tudo para, ao lado de Magic Paula, fazer um segundo mandato ainda melhor. Minha ressalva ao ex presidente é que tinha pouco tempo para se dedicar à CBB. Se Guy pudesse estar mais presente na Confederação, teria se saído melhor. Perdeu o patrocínio da Motorolla e para manter a CBB em atividade recebeu ajuda financeira substancial do COB, sem a qual teria fechado as portas. Mesmo com o auxílio do COB, a gestão de Guy Peixoto se empenhou na campanha da oposição, esperando receber em troca o patrocínio do banco estatal de Brasília, mesmo não tendo certidões tributárias negativas. O plano deu errado.

A chapa Guy Peixoto e Magic Paula tinha todas as condições de vencer as eleições na CBB. Entretanto, o Conselho de Administração da entidade achou por bem vetar a inscrição da chapa de oposição. Na minha opinião, em erro que causou o imbroglio jurídico, que resultou na intervenção judicial.

Guy Peixoto é uma pessoa inteligente, habilidosa, simpática e amistosa. Parece-me que se dependesse da vontade dele, a eleição teria ocorrido normalmente e, hoje, a CBB não estaria vivendo essa situação péssima.

Quando a eleição ocorrer e se Guy voltar à presidência, minha esperança é que ele (com ajuda inestimável da Paula), dedique mais tempo à Confederação, afaste do basquete quem desagrega e possa fazer uma gestão conciliadora, que una Federações, Clubes, Atletas, Técnicos, Árbitros e a NBB em torno do mesmo objetivo: a melhoria do basquete.

Categorias olimpismo

Um comentário em “Justiça do Rio Determina Intervenção na Confederação Brasileira de Basquete.

  1. Errado me desculpe- leia a íntegra da decisão – justiça apenas autoriza a eleição – pleito nosso mesmo aceitando as duas chapas – mas pede a nomeação pela juíza de um interventor para “superintender a eleição” ! Na matéria parece que há uma intervenção na CONFEDERACAO, o que não é verdade! Se precisar me peça pelo privado e te envio a decisão do desembargador! Abraço

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close