A Prova do Enem, o Rio 2.016 e o Desmantelamento de Uma Organização Criminosa.

Contrariando o caminho mais fácil, nos dez anos que antecederam a realização dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, fui crítico diário daquela aventura. Meus apontamentos críticos iniciaram-se na campanha, enquanto eu ainda era membro eleito da assembleia geral do COB e permaneceram após a vitória da cidade e a preparação para os Jogos Olímpicos.

Em instante algum hesitei em demonstrar, com dados e fatos, aliados ao meu profundo conhecimento do assunto, que a aventura olímpica brasileira era projeto pessoal de um só homem mal intencionado, que convenceu alguns outros poderosos e conseguiu leva-lo adiante.

Em dez anos, tive tempo suficiente para escrever sobre tudo que via de ruim, desde a falta de planejamento sobre o que fazer com aqueles elefantes brancos após os Jogos, passando pelas suspeitas de compra de votos, até o clamoroso superfaturamento das obras Olímpicas. Está tudo aqui, registrado no histórico deste Blog.

Muita gente, até hoje, comenta a cara de bravo, de poucos amigos, do presidente do COI, Jacques Rogge, no dia da votação e, especialmente, quando anunciou a vitória do Rio. Jacques Rogge, que eu já conhecia há anos, companheiro de meu avô no COI, uma pessoa séria, a quem também enviei relatório de denúncias (publicadas posteriormente pela imprensa norte-americana) sabia perfeitamente o que estava ocorrendo ali. E não estava nem um pouco feliz.

O tempo mostrou que eu tinha total razão. Acertei em tudo. Pessoas que se julgavam onipotentes foram presas e tiveram suas carreiras encerradas da pior forma possível. A falta de planejamento mostrou que os espaços construídos, com raríssimas exceções, tornaram-se inúteis e são vistos como verdadeiros monumentos à corrupção.

Pois mesmo antes do reconhecimento de que eu tinha razão em rigorosamente tudo que disse e escrevi, no ano de 2.016, o Enen escolheu um texto de minha autoria para incluir na prova. Veja o link abaixo:

http://www.estudavest.com.br/questoes/?prova=2187

Foi, para mim, razão de muito orgulho. Também em 2.016 soube que respeitáveis colégios da capital de São Paulo utilizaram-se de outros artigos de minha autoria para aplicar provas a seus alunos do ensino médio.

Eu tenho certeza de que minha perseverança e conhecimento, militando, sempre, nos mais legítimos interesses do esporte e dos atletas, aliados à tenacidade do Ministério Público Federal, contribuiram para desmantelar uma organização criminosa que se articulou em torno dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

E, se hoje os atletas do Brasil podem esperar um futuro melhor, com maior participação nas decisões de suas modalidades, sei que tive importante contribuição para isso.

A vida pede coragem.

Categorias olimpismo

Um comentário em “A Prova do Enem, o Rio 2.016 e o Desmantelamento de Uma Organização Criminosa.

  1. Oi Beto parabéns pelos artigos !!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close