Presidente Paulo Wanderley Criou As Próprias Crises.

Tudo ía muito bem. Ao assumir a presidência do COB, o vice-presidente escolhido a dedo por Carlos Nuzman, Paulo Wanderley, tinha uma missão dura: retirar a suspensão que o COI havia imposto ao Brasil por acusações de corrupção no nosso Movimento Olímpico.

Para tanto, entre as primeiras medidas que tomou foi reformular o estatuto, fazendo-o uma peça realmente democrática, seguindo as regras da Agenda 2020 do COI. Conseguiu cancelar a suspensão ao COB. Paulo Wanderley não tinha opção senão democratizar o estatuto.

Passaram-se dois anos e sem mais ter sob sua cabeça a espada do COI, tentou alterar o estatuto ao seu jeito, de forma ilegítima (vejam as diferenças entre legalidade e legitmidade) e aniquilar as normas de transparência. O presidente Paulo Wanderley foi derrotado pela assembleia geral, embora ainda assim tenha conseguido emplacar alguns retrocessos. A atitude do presidente quanto à maneira como tratou a alteração do estatuto lhe jogou no olho do furacão e quem confiava nele passou a vê-lo com muita desconfiança. Ele desagradou muita gente. Tratou com desrespeito as Confederações e os Atletas, como se fossem seus fantoches. Isso é inadmissível.

Na mesma época, o jornalismo investigativo publicou na imprensa matéria demolidora que esquadrinhava suspeitas fortíssimas de fraudes em licitação de contratos de informática, que teriam beneficiado empresas e pessoas ligadas ao presidente Paulo Wanderley. Descobriu-se que a Kroll, renomada empresa de investigação de fraudes, havia entregue ao COB relatórios gravíssimos que, entre outras coisas, concluía que o esquema de informática do COB fora o mesmo utilizado no judô, Confederação que ele presidiu por dezesseis anos. Está lá escrito no relatório, para quem quiser ler. Não há desculpas para isso. O presidente Paulo Wanderley engavetou os relatórios e não fosse o jornalismo ninguém saberia da existência deles. Paulo Wanderley nao poderia ter se autoinvestigado. A condução das investigações deveria ter sido feita pelo Gerente de Compliance independente. E os relatórios finais entregues ao Conselho de Administracao, à Comissão de Atletas, à Assembleia Geral e ao Conselho de Ética. Ciência deveria ser dada ao Conselho Fiscal. Há um terceiro relatório que segue trancado a sete chaves. Com isso, o próprio presidente Paulo Wanderley construiu sua segunda crise. O vice presidente escolhido por Carlos Nuzman fez lembrar as piores épocas do COB. Era a continuação da era Nuzman. Por não ter agido com transparência, as suspeitas sobre os contratos de informática elevaram as desconfianças sobre Paulo Wanderley. A gama de inimigos aumentou muito. E ele aprofundou a crise, que ele mesmo criou. Passou a ser investigado pelo Ministério Público Federal, conforme noticiado. O Ministério Público Estadual já estava investigando.

Até quando vamos depender do Jornalismo Investigativo para saber das coisas? Eu, então presidente do Conselho de Ética da entidade, soube do fato pela imprensa. O mesmo ocorreu com Confederações e Atletas. Desrespeitou o Conselho de Administração.

Inapropriado que o presidente Paulo Wanderley argumente que nada seja debatido agora “porque atrapalha a preparação dos atletas para Tokyo 2020”. Isso é pretender jogar a poeira para debaixo do tapete. Debater é sempre bom. O que atrapalha o COB é a falta de legitimidade e transparência, ações indesejáveis que, isso sim, prejudica Confederações e Atletas.

Ajudar o COB é ser cristalino. As crises que o próprio presidente Paulo Wanderley, o vice preferido de Nuzman, criou para si colocaram a sua credibilidade em cheque, no Brasil e no exterior. E não sou eu que afirmo isso. Basta fazer uma busca na internet e ler o que se publicou sobre ele após esses dois fatos lamentáveis.

Eu não negocio princípios. E o presidente Paulo Wanderley sabe disso desde nosso primeiro encontro.

Categorias olimpismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close