Faltaram Critérios e Transparência no Corte do Bolsa Atleta no Governo Temer.

O governo Michel Temer, por meio do Ministério do Esporte, anunciou, hoje, a lista de contemplados no programa Bolsa Atleta, para aqueles que receberão seus benefícios a partir de 2.019. Surpreendentemente, o governo reduziu em mais de cinquenta por cento os valores que serão pagos e o número de atletas contemplados. Os cortes ocorreram nos atletas de base e no esporte estudantil. Também, as doze parcelas que seriam pagas para o Bolsa Atleta internacional foram reduzidas a apenas três. Os atletas programaram o ano esportivo de 2.019 baseados no recebimento do Bolsa Atleta, que sempre foi uma receita certa. A três dias do fim do exercício, o governo Michel Temer e seu Ministério do Esporte anunciam, de forma nada transparente, que essa verba foi cortada, ou drasticamente reduzida. Isso é uma desfaçatez e desrespeito com os atletas.

Entendo que o país está quebrado, que o governo tem que reduzir despesas e o modelo em que o Estado toma conta de tudo indiscriminadamente não funciona. É necessário haver racionalidade. O erro grosseiro, entretanto, cometido pelo governo Michel Temer e seu Ministério do Esporte foi a absoluta falta de critérios e transparência para adoção do novo modelo. O Ministério do Esporte não publicou os critérios que usou para a distribuição dos recursos. Foi uma ação nebulosa do Ministério do Esporte. Para quem conhece esporte e sabe vários dos resultados, infere, facilmente, que o método usado foi o da “bolinha”, sorteio, feito por gente que não entende nada do assunto. No Bolsa Atleta Nacional para atletas das equipes brasileiras da base, há gente com os mesmos resultados, em provas com os mesmos pesos, sendo que uns ganharam bolsa atleta e outros ficaram de fora.

O governo Michel Temer e seu Ministério do Esporte claramente outorgaram a tarefa “de cortar bolsa atleta” a técnicos despreparados para a função. Bolsa Atleta, como já escrevi muitas vezes, está muito longe de ser uma política de desenvolvimento esportivo, mesmo para o alto rendimento. Mas ajuda, sim, pontualmente, muitos desportistas. Esse final de governo Temer quanto a esse Bolsa Atleta foi mais uma lambança que o segmento terá que engolir. Espero que o novo governo, se for continuar com esse programa, corrija essas distorções.

Categorias olimpismo

3 comentários em “Faltaram Critérios e Transparência no Corte do Bolsa Atleta no Governo Temer.

  1. Novo corrigir essa cagada do Temer? Esquece amigo, Bolsonaro deve estar até agradecido de ver o Temer fazer o que ele sua equipe fariam com o esporte. O próximo governo vai cortar ainda mais coisa. Esporte de alto rendimento será apenas um hobby para endinheirados e sócios de clube.

    Curtir

  2. Dinheiro curto. Espero que esse problema se resolva rapidamente. O dinheiro curto e a falta de bolsa atleta.

    Curtir

  3. Desculpe , mas os critérios sempre foram duvidosos . Vamos aguardar o que vai acontecer .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close