Jogos Olímpicos de Tokyo, em 1.964. Sylvio de Magalhães Padilha Chefia A Missão do Brasil e Wlamir Marques Conduz a Bandeira.

Wlamir Marques e Sylvio de Magalhães Padilha - Olimpíada de Tokyo - 1.964

Wlamir Marques conta uma história interessante sobre esse fato. Diz o Mestre Wlamir que um dia antes do desfile foi com meu avô, Sylvio de Magalhães Padilha, ao ensaio das delegações, no estádio Olímpico. Wlamir notou que, no ensaio, ao passar em frente à tribuna em que estaria o Imperador do Japão, aqueles atletas que portavam as bandeiras de seus países as abaixavam, em sinal de respeito. Wlamir indagou ao meu avô: “Major, devo abaixar a bandeira brasileira também?”. A resposta veio direta: “Wlamir, a bandeira brasileira não se curva para ninguém.”. Wlamir diz que aquilo nunca lhe saiu da cabeça e que aquelas palavras foram o fio condutor da medalha Olímpica que o basquete brasileiro obteve naqueles Jogos.

Categorias olimpismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close