Home

Não Havia Outra Saída Para Cristiane Paquelet Senão A Demissão.

outubro 2, 2015

No meu post anterior defendi a demissão de Cristiane Paquelet. Hoje, o Comitê Olímpico do Brasil (“COB”) anunciou que Paquelet deixou a entidade. Carlos Nuzman já andava muito agastado com sua ex diretora cultural. Em recente reunião, muito insatisfeito com a lentidão do COB Cultural, ameaçou demitir não somente Paquelet, mas toda a equipe daquele departamento. As inverdades contadas e gravadas em vídeo por Cristiane Paquelet foram a gota d’água para que Paquelet deixasse o COB. Paquelet aguardou que Carlos Nuzman a apoiasse nesse episódio. O apoio não veio. Pelo contrário, Nuzman ficou furioso. E Paquelet caiu no ridículo entre os seus pares no COB. Não houve outra saída para Paquelet que, contrariada, teve que pedir demissão.

Não é novidade que Paquelet sempre disse aos seus interlocutores que esteve aos Jogos Olímpicos de Munique como atleta. Quem a conhece bem sabe que ela sempre contou essa história e, também, que a história é irreal. Custo a acreditar que Nuzman foi pego de surpresa.

É necessário que, agora, alguém que esteja à altura da memória Olímpica do Brasil assuma a diretoria cultural do COB.

E será de bom alvitre que se reveja com critérios apurados toda produção cultural feita por Paquelet durante o longo período em que foi diretora cultural do COB. É necessário certificar-se de que não há outras deturpações na história do Olimpismo do Brasil, que devam, necessariamente, ser corrigidas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: