A Natação no Reino Unido Refletida no Mundial de Kazan.

Há cerca de três anos o Departamento de Educação do Reino Unido decretou a obrigatoriedade do ensino da natação e da segurança aquática (mínimo níveis 1 e 2) no curriculum do sistema oficial de ensino.

Vejam matérias nos links abaixo.

https://www.gov.uk/government/publications/national-curriculum-in-england-physical-education-programmes-of-study/national-curriculum-in-england-physical-education-programmes-of-study#swimming-and-water-safety

http://www.swimming.org/asa/news/school-swimming/asa-delighted-that-confirmed-national-curriculum-includes-swimming-and-wate/17638

Não é por nada que o Reino Unido desponta como das mais fortes equipes no campeonato mundial de piscina longa, em Kazan.

Notem que os medalhistas britânicos são atletas na faixa entre 18 e 20 anos. Ou seja, começaram a nada na escola, pelo menos, com 15, ou 16 anos. A geração britânica que virá pela frente será ainda melhor, na medida em que essa modalidade vai sendo cada vez mais massificada.

Já no Brasil insistem em manter o sistema exclusivamente de clubes, aonde são poucos os que têm programas de atletas militantes. E muitas vezes a garotada não tem dinheiro nem para o ônibus de casa ao treino e vice-versa.

Por isso insisto em escrever que o esporte brasileiro é mal administrado e com prioridades equivocadas, sem que haja a indigitada política nacional de esportes.

Categorias olimpismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close