Home

ESPN Filmes Volta A Exibir A Saga Dos Heróis Olímpicos Brasileiros, A Partir De 03 De Dezembro.

novembro 13, 2014

A ESPN Filme volta com a série deste ano, exibindo, a partir do dia 03 de dezembro, a saga de vários de nossos heróis olímpicos. A iniciativa da ESPN é extremamente louvável, porque o Brasil vai sediar os próximos Jogos Olímpicos e nosso País ainda é muito carente sobre o real significado e abrangência do Movimento Olímpico. O Brasil tem que ter uma Mentalidade Olímpica. O grande legado que esses Jogos podem deixar ao País é o humano, de forma que se possa adotar o Olimpismo, o tanto quanto possível, como uma filosofia de vida.

Abaixo está a relação dos filmes, datas e horários em que serão exibidos, no canal a cabo ESPN (não na ESPN Brasil). Haverá exibições, também, em salas de cinemas e em vários locais do Brasil, justamente com o intuito de espalhar a mensagem Olímpica entre o nosso povo.

O filme sobre avida de meu avô, Sylvio de Magalhães Padilha, dirigido por Marcelo Muller e produzido pela Academia de Filmes, irá ao ar no dia 03 dezembro, às 21h00min.

RAINHA HORTÊNCIA & MAGIC PAULA                                                                                                                        Hortência e Paula, duas das maiores jogadoras de basquete de todos os tempos no mundo, fizeram parte da mais vitoriosa geração do basquetebol feminino do Brasil. O filme conta a história das duas, e da incrível geração que jogou com elas e fez história pela seleção brasileira feminina de basquete nos anos 90. Direção: Rubens Arnaldo Rewald. Estreia: 03/12, às 21h na ESPN.

 

PADILHA, UMA VIDA OLÍMPICA                                                                                                                                                 A Olimpíada de Hitler queria provar ao mundo a supremacia ariana. A delegação brasileira chegou a Berlim quase impedida de participar por conta de disputas políticas internas. Neste cenário adverso, a maior esperança de medalhas para o Brasil, o corredor Sylvio Padilha, deveria enfrentar Jozsef Kovacs, recordista europeu e favorito ao ouro nos 400m com barreiras. Antes da prova, no vestiário, o atleta alemão desdenhou do brasileiro, dizendo que não perderia de um país de macacos. O orgulho e obstinação de Padilha, inflamados pela provocação do alemão, resultaram na primeira vez em que um brasileiro foi finalista em atletismo numa Olimpíada, selando a história de uma vitória movida à ideologia e paixão pelo esporte. Direção: Marcelo Rodrigo Mingotti Müller.  Estreia: 03/12, às 21h30 na ESPN.

 

SZABO, EM BUSCA DO GOL                                                                                                                                           Quem foi Szabo? Por que ele foi o maior jogador de polo aquático do Brasil ? Por que era admirado e lotava as piscinas?  Por que alguns não gostavam dele? Como foi sua participação na maior façanha do polo aquático nacional, a conquista do título Pan Americano de 1963, em São Paulo? E como foi sua participação nas Olimpíadas de 64. E a família? O que eles dizem do Pai, do homem, do jogador? Szabo, um retrato humano do maior water polista nacional. Direção: Marcos de Araujo Ribeiro. Estreia: 10/12, às 22h na ESPN.

 

 

 

NADADOR – A HISTÓRIA DE TETSUO OKAMOTO                                                                                                   Conheça a trajetória do nadador Tetsuo Okamoto (1932-2007), que conquistou a medalha de bronze na prova dos 1.500 metros livre nos Jogos Olímpicos de Helsinque, em 1952 – a primeira medalha olímpica para a natação brasileira. Com entrevistas, imagens de arquivo e reconstituição de momentos importantes na vida de Tetsuo, o documentário descreve a sua infância em Marília, as primeiras vitórias, o Pan Americano de 1951 e a sua participação em Helsinque. Herói da natação brasileira, Tetsuo é considerado um exemplo de dedicação e persistência. Direção: Rodrigo Souza Grota. Estreia: 10/12, às 22h30 na ESPN.

 

BETE DO PESO                                                                                                                                                            Maria Elisabete Jorge, conhecida como “Bete do Peso”, foi a primeira levantadora de peso a defender o Brasil em uma Olimpíada. Esse esporte, presente nos Jogos Olímpicos desde o início das competições na Era Moderna, só incluiu a participação feminina em 2000. Divulgar essa modalidade pouco reconhecida no país e resgatar a história dessa brasileira de origem humilde, que chegou a Sydney aos 43 anos de idade e utilizou o esporte para ultrapassar fronteiras sociais, é a proposta desse documentário. Direção: Kiko Mollica. Estreia: 17/12, às 21h na ESPN.

 

5 x YANE                                                                                                                                                                                “5X Yane” narra a trajetória da pentatleta Yane Marques; da infância pobre em Afogados da Ingazeira até a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Londres 2012. Paralelamente, uma volta ao tempo revelará a origem do pentatlo e seus motivos heroicos. As somas das duas narrativas servirão para construir o mito Yane Marques. Direção: Flora Diegues. Estreia: 17/12, às 21h30 na ESPN.

 

WANDA DOS SANTOS – SEM BARREIRAS                                                                                                                             A trajetória da barreirista Wanda dos Santos, da infância humilde em São Paulo à consagração olímpica. Wanda segue em atividade aos 81 anos, disputando competições de veteranos e treinando outros atletas. O documentário acompanha sua rotina, relembrando sua trajetória a partir da primeira medalha em competições até chegar às Olimpíadas de Helsinque (1952) e Roma (1960), superando o racismo. Uma vida de superação constante, traduzida em títulos e recordes, mesmo na terceira idade. Direção: Cleisson Vidal. Estreia: 24/12, às 21h na ESPN.

 

 

 

 

AS INCRÍVEIS HISTÓRIAS DE UM NAVIO FANTASMA                                                                                                     Los Angeles, 1932. Em meio à Grande Depressão, a terra do cinema prepara-se para sediar uma Olimpíada dos sonhos. Mas, longe dos holofotes, uma delegação tropical faz de tudo para entrar em cena. Viagem em um navio carregado de café, falta total de recursos, despreparo técnico e emocional, esforço sobre humano de superação: eis alguns dos destaques. Uma comédia, um drama épico, quase uma ficção científica. Não há dúvidas de que a saga brasileira supere qualquer produção hollywoodiana. Direção: André Bomfim e Gustavo Rosa de Moura. Estreia: 24/12, às 21h30 na ESPN.

 

AS LUTAS DE ADRIANA

“As Lutas de Adriana” aborda a carreira da 1ª mulher brasileira a ganhar uma medalha olímpica no boxe: a baiana Adriana Araújo. O documentário tem como foco não só a célebre luta que a conduziu ao bronze em Londres 2010 ao vencer a marroquina Oubtil Mahjouba mas também outras três lutas: sair de uma comunidade de baixa renda e vencer pelo esporte; vencer o preconceito por praticar um esporte masculino; provar que os dirigentes que afirmam que ela não tem condições físicas para a próxima Olimpíada estão errados. Direção: Alberto Lannuzzi. Estreia: 31/12, às 21h na ESPN.

 

 

O SAMURAI BRASILEIRO – A HISTÓRIA DE CHIAKI ISHII

Poucos são os atletas que competem em altíssimo nível. Alguns alcançam o pódio. Pouquíssimos se tornam campeões. Talvez até conquistem fama. Mas raros mesmo são aqueles que transcendem as conquistas objetivas e alcançam uma glória maior: o respeito e a admiração unânimes daqueles que vivem e amam seu esporte. Esse é o caso de Chiaki Ishii, dono da primeira das 19 medalhas olímpicas do judô brasileiro. O ídolo de todos os ídolos do judô. Esse documentário é sobre sua fantástica jornada. Direção: Eduardo Levy Sobreira. Estreia: 31/12, às 21h30 na ESPN.

 

 

JOÃO DO VÔO – HISTÓRIA DE JOÃO DO PULO

Eram tempos difíceis no Brasil. Vivíamos numa ditadura militar. Dos anos de chumbo para a abertura politica lenta e gradual de Geisel. No mundo, imperava a guerra fria entre EUA e Rússia. O povo ansiava por alegria e liberdade. O país precisava desesperadamente de ídolos. Foi neste contexto social, econômico e politico que surgiu João Carlos de Oliveira. “João do Pulo”, Garoto pobre que superou adversidades teve uma vida curta. O fenômeno do atletismo que virou herói nacional.

Direção: Sergio Fernandes de Miranda. Estreia: 31/12, às 22h na ESPN.

 

Anúncios

One Response to “ESPN Filmes Volta A Exibir A Saga Dos Heróis Olímpicos Brasileiros, A Partir De 03 De Dezembro.”


  1. Republicou isso em Eu Vivo a Melhor Idadee comentado:
    VAMOS RELEMBRAR NOSSOS HERÓIS OLÍMPICOS!

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: