Home

A Política Esportiva do Partido Comunista do Brasil.

outubro 17, 2014

No dia 23 de setembro de 2.014 a Folha de São Paulo publicou uma matéria de André Uzeda com o título “Governo Federal Financia Metade de Coliseu no Sertão Cearense”. Por coincidência, foi no mesmo dia em que estive no Tribunal de Contas da União (“TCU”), fazendo uma exposição sobre os gargalos da corrupção e dos desmandos de dinheiro público no esporte. A construção desse “Coliseu” foi um dos exemplos que dei ao TCU de como é tratada a questão do dinheiro público no esporte.

Na cidade de Alto Santo, a 230 km de Fortaleza, o governo federal financiou metade da construção de um estádio de futebol para 20 mil habitantes. Alto Santo tem 16 mil habitantes. A obra custou R$ 1,3 Milhão de dinheiro do povo, dividido entre o governo federal e a prefeitura. O Ministério do Esporte repassou R$ 619 mil para a construção desse estádio. E como se tudo isso não bastasse, o estádio de futebol imita, em sua fachada , o Coliseu de Roma. O mau gosto e o deboche vêm de todos os lados.

A cidade de Alto Santo não tem time de futebol nas primeiras divisões do futebol nacional e nem é essa obra faraônica que a fará ter. E ainda que tivesse, a prioridade do seu povo não é um estádio de futebol para 20 mil pessoas, que imita o coliseu de Roma. A cidade de 16 mil habitantes fica no sertão do Nordeste, uma área carente de tanta coisa, que o erguimento de um estádio/coliseu é um acinte ao povo local. Ali são necessárias escolas, postos de saúde, moradia decente, agricultura, estradas melhores e até mesmo uma infraestrutura esportiva para que a população jovem e adulta tenha acesso, democraticamente, à prática de esporte.

Se o Brasil fosse minimamente responsável, esse projeto de construção de Coliseu/Estádio em uma das regiões mais pobres do País, não teria sequer saído do papel. Estaria repousando nos devaneios dos políticos que tiveram a ideia. E, ao sair do papel e, pior, se construído com dinheiro público, todos envolvidos estariam sendo questionados, investigados e punidos. Mesmo que, por hipótese, não tenha havido desvio, ou superfaturamento de dinheiro na construção do Coliseu/Estádio de Alto Santo, no Ceará, já é por si só criminoso.

Alto Santo é um dos 175 municípios daquele Estado que declararam situação de emergência por falta de água. Mas agora, em compensação, a cidade de 16 mil habitantes tem um misto de estádio com coliseu romano para 20 mil pessoas.

O caricato Ministro Aldo Rebelo continua no cargo, os índices de inflação começam sair do controle e sol segue brilhando  forte no pobre sertão nordestino.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: