Home

O Quarto Forum Nacional Do Esporte Foi Bom.

setembro 1, 2014

Estive na semana passada no Quarto Forum Nacional do Esporte, organizado pela Lide, Lideranças Empresariais. Gostei do que vi, em sua maior parte. Agradou-me ver grandes atletas brasileiros, progressistas, da ONG Atletas Pelo Brasil, expondo à sociedade suas ideias pela transparência e ampla reformulação no esporte. Mais contente ainda fiquei quando percebi que a plateia, recheada de empresários patrocinadores — ou potencial patrocinadores — dos esportes recebiam com entusiasmo as palavras daqueles que pregavam a democratização da administração esportiva. Muitas vezes achamos que empresas querem apenas patrocinar esportes, interessadas no retorno publicitário, sem maiores preocupações com a forma como a qual os dirigentes administram as entidades. Mas não é verdade. Empresas estão preocupadas em associar suas marcas à entidades dirigentes do esporte que têm administração opaca. Isso cria uma má imagem no mercado. O ponto alto do Quarto Forum foi o pacto entre o esporte e patrocinadores de investir nas entidades que efetivamente demonstrem, na prática, regras inequívocas de governança corporativa, que tenham uma gestão moderna, alternância de poder, participação de atletas e técnicos nas decisões das entidades, contas publicadas na internet, licitações públicas sem vícios de qualquer forma, apenas para citar alguns tópicos.

Vários dirigentes não gostaram da lei que limita as reeleições indefinidas nas entidades esportivas. E o plano dessa gente é “estuprar” a lei quando da sua regulamentação, o que ainda não ocorreu. Esse foi um tema abordado no Forum. Mas a ONG Atletas Pelo Brasil e todo grupo que a apoia nessa empreitada está atenta ao fato, para impedir o lobby maléfico d dirigentes antiquados. Como o Forum tratou eminentemente da modernização do esporte, da críticas às velhas estruturas, não havia ninguém do Comitê Olímpico Brasileiro presente. Já Andrew Parsons, do nosso Comitê Paraolímpico, um dirigente moderno e bem mais antenado que Nuzman — e por isso seu trabalho tem mais sucesso — estava presente.

Quero, também, ressaltar as merecidas homenagens que fizeram à Lars Grael e ao Antonio Carlos de Almeida Braga, o Braguinha, que de forma desinteressada, apenas por gostar do esporte, ajudou e ajuda tanta gente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: