Home

Flamengo Desrespeitou Jayme de Almeida.

maio 12, 2014

Não costumo escrever sobre futebol. Não acho que seja um esporte que carrega no seu bojo, atualmente, aquilo que o Olimpismo é capaz de dar à humanidade. Claro que no Movimento Olímpico há muito cinismo. Mas as modalidades olímpicas, assim chamadas e aqueles que a compõem, atletas e técnicos, dão mais esperança de que o esporte possa cumprir sua função social do que o futebol.

O mundo do futebol é imundo, asqueroso, abjeto, corrupto, no qual as pessoas têm uma ética distinta. A noção de ética do mundo do futebol é a mesma do universo da política. Políticos e cartolas do futebol se merecem e, muitas vezes, confundem-se.

Detestei a forma como o técnico Jayme de Almeida foi demitido do Flamengo. Achei que ele merecia ser tratado com respeito e dignidade. Nunca tinha ouvido falar de Jayme de Almeida até ele assumir interinamente o Flamengo e ganhar seus títulos e ser efetivado. Comecei a prestar atenção em suas entrevistas e ví nele um sujeito que me pareceu honesto, sem vaidades, equilibrado e respeitoso com a imprensa. Percebi que se tratava de alguém melhor ganhando destaque no futebol. Vim a saber que ele próprio e seu pai prestarem enormes serviços ao clube como jogadores.

Ví, hoje, a entrevista de Jayme de Almeida, com a voz embargada, lamentando a forma desrespeitosa como o Flamengo o demitira. Senti, novamente, sinceridade nas palavras do técnico. Fiquei, mais uma vez, com a impressão nítida de que Jayme de Almeida é alguém acima desse mundinho do futebol.

A maneira de sua demissão não é inusitada no futebol. O futebol funciona assim. E isso é muito ruim. Os técnicos deveriam unir-se contra a cartolagem e exigir respeito. Mas, mesmo sem entender do assunto, acho que os técnicos também se degladiam entre si e não se respeitam, não se apoiam.

E esse Ney Franco, será que ele já comandou o time dele ontem contratado pelo Flamengo? Lembro que há alguns anos esse mesmo Ney Franco foi escorraçado do Flamengo.

Continuo torcendo para a Argentina ganhar a Copa do Mundo. Acho que Messi merece uma Copa e a Copa merece Messi. Não acho que esporte, muito menos o futebol, confunda-se com pátria. Quem diz isso, com todo respeito, acho hipócrita. Não consigo, assim como muita gente com quem converso, empolgar-me com essa Copa do Mundo no Brasil, que já se provou ser um poço de corrupção. Copa e Olimpíadas, juntas, serão dos maiores escândalos de corrupção da história do Brasil.

Desejo tudo de bom ao Jayme de Almeida, que não conheço, mas de quem tenho boa impressão.

Lamento essa “ética” toda própria que tem o futebol e que prevalece, anos após anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: