Duda Dá Sequência Às Tradições Do Brasil Nas Provas De Saltos.

Duda, nosso triplista da vez, foi novamente genial e assegurou a medalha de ouro no mundial indoor. Duda é mais um desses valores exporádicos que sugem no Brasil, um País totalmente carente do políticas esportivas de massificação esportiva. Duda, o fabuloso, é uma agulha no palheiro e não produto de um trabalho de longo prazo de detecção de talentos e formação de atletas. Duda, certamente, enfrentou muitas mais dificuldades para chegar aonde está, do que seus competidores estrangeiros. Vale ler o sempre competente texto de José Cruz sobre o assunto, no josecruz.blogsfera.uol.com.br .

O Brasil tem um histórico de bons saltadores, muito embora nunca tenhamos tido um trabalho de longo prazo específico para a prova. A história dos saltos no Brasil começa a ser contada a partir de Adhemar Ferreira da Silva, em 1.952. É injusto. Antes dele o Brasil teve dois grandes triplistas, muito bem ranqueados mundialmente. Em 1.948, ano em que Adhemar foi oitavo lugar nos Jogos Olímpicos, o atleta brasileiro Geraldo de Oliveira foi quinto lugar na mesma prova e já figurava entre os melhores do mundo. Outro grande triplista brasileiro daquela época é Hélio Coutinho da Silva, décimo primeiro lugar também em 1.948 e atleta de excelentes resultados internacionais. Segundo o sempre atualizado website Sports Reference, Geraldo de Oliveira ainda está vivo, com 94 anos e Hélio Coutinho da Silva, com 90. São dois grandes nomes do salto triplo do Brasil que não são lembrados porque o Brasil é um País desmemoriado. Vejam o link abaixo e notem, também, que o Brasil, já nos Jogos Olímpicos de Londres, em 1.948, foi quem mais teve atletas bem ranqueados na prova do salto triplo.

Aí vai o link http://www.sports-reference.com/olympics/summer/1948/ATH/mens-triple-jump.html .

Anúncios
Categorias olimpismoTags , , , ,

Um comentário em “Duda Dá Sequência Às Tradições Do Brasil Nas Provas De Saltos.

  1. ulf lagerstrom junho 4, 2014 — 7:57 pm

    Acho muito bom uma pessoa pesquisar o atletismo brasileiro. Já escrevi um artigo sobre os grandes triplistas brasileiras.
    Porém, ao que saiba de Oliveira morreu cedo (suicidio) e Coutinho nos anos 90.

    Pode entrar em contato.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close