Home

Nadando Cahorrinho na Neve e no Gelo.

fevereiro 24, 2014

Começo dizendo que tenho enorme respeito pelos nossos atletas olímpicos e reconheço o esforço de cada um deles para dar de si o seu melhor.

Nos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2.000, o aleta da Guiné Bissau, Eric Mousssambani, completou a prova dos 100 metros na natação em 1 minuto e 52 segundos, esfalfado, nadando cachorrinho. A cena pode ter sido midiática, o atleta foi aplaudido em pé. Mas para aquilo que representam os Jogos Olímpicos da era moderna, a participação de Moussambani foi patética, despropositada, fora de contexto, ridícula, motivo de chacotas e mesmo de protestos. Até hoje não se sabe direito como o COI permitiu que aquele atleta caísse nas águas da piscina de Sidney, pois contraria todos os princípios que a própria entidade apregoa com relação a quem deve participar da competição. Jogos Olímpicos não é lugar para aprender. É o coroamento da vida do atleta e para lá devem ir os que têm chances de fazer boa performance. Em Olimpíada deve estar a fina flor dos esportistas mundiais. Lugar para aprender, ganhar experiência é em jogos sulamericanos, panamericanos, campeonatos mundiais, meetings e outras competições do gênero. Em Jogos Olímpicos, não!

Pois o Brasil mandou a Sochi a sua maior delegação da história com 13 atletas e, concomitantemente, teve o pior resultado de todos os tempos. Não que se esperasse alguma coisa melhor do que isso. Mas quanto custou aos cofres públicos essa aventura olímpica de inverno? Será que nossos atletas de esporte de inverno têm nível olímpico? Ou será que eles são utilizados como parte de um esquema de marketing que acaba se confundindo com demagogia? O tal do Bobsled brasileiro, que chegou a Sochi parecendo uma lata velha e lá foi recauchutado, desceu a pista olímpica mais parecendo aquelas bolinhas prateadas de fliperama, batendo de um lado ao outro, como bem lembrou um amigo atento observador do esporte. Outra atleta diz que ficou contente porque acertou mais tiros que a concorrente, ainda que no final tenha ficado pior colocada. Outro diz que o penúltimo lugar valeu e que foi bom para já começar a pensar a daqui a quatro anos. E o pior de tudo é a cartolagem dizendo que o balanço da participação brasileira em Sochi foi positivo. Ora bolas, a participação brasileira em Sochi foi aquilo que já sabíamos que seria, um horror, até porque não tinha obrigação de ser melhor.

Outro ponto preocupante é essa forma de cooptar atletas de esportes de verão para os de inverno. Existirá sempre o risco grande de ver gente estabacando-se por aí, com sérias consequências, como o caso de Laís Souza. Sem falar nos demais incidentes envolvendo atletas brasileiros que, ainda bem, não deixaram sequelas. Não é crível que uma atleta, ou um atleta, em tão pouco tempo, deixe um esporte de verão para tornar-se olímpico em modalidade de inverno. Há uma aceleração dos fatos. E é necessário investigar como e porque isso ocorre, se há aceno com dinheiro, qual o motivo de que atletas corram assim tantos riscos (ainda que haja seguros, feitos, acho eu, pela AON!!!!). Não se pode usar atleta para fazer demagogia e nem promoção pessoal. Por tudo isso é que indago se vale a pena gastar dinheiro do povo nessas aventuras olímpicas de inverno e se nossos atletas realmente têm nível para o certame Olímpico.

O importante não é competir, apenas. Mas competir bem, em alto nível.

É que aqui no Brasil ninguém conhece nada de modalidades olímpicas. Mas nos Países em que esses esportes são populares, devem olhar para nossos bravos competidores brasileiros e os verem cruzando a linha de chegada como nós vimos o nadador Eric Moussambani bater sua mão na borda da piscina de Sidney, nadando cachorrinho.

Anúncios

3 Responses to “Nadando Cahorrinho na Neve e no Gelo.”

  1. rcordani Says:

    Muito bom, Alberto. Realmente é de se pensar qual foi o objetivo da imensa delegação.

    Curtir

  2. Eric Walther Maleson Says:

    Muito boa matéria Alberto! No meu planejamento para Sochi estavam apenas a patinadora Isadora e a equipe feminina de Bobsled, ou seja 3 ou 4 atletas, no máximo! No nosso critério o atleta precisa ter chegado no Podium nas categorias secundárias para ter o direito de ir a uma Olímpiada. Em ambos casos, a Isadora e a Fabiana ganharam medalhas em competições internacionais em 2013 e por terem cumprido o critério, mereciam estar em Sochi. Agora a equipe masculina de Bobsled NÃO GANHOU NADA, e levou 5 atletas e mais um treinador físico e sua noiva! Ou seja, levaram 6 pessoas a mais do que deviam! Para quê finalidade ? E pior, com dinheiro público! São estas críticas que eu fazia ao COB, mas como você sabe eles não escutam ninguém! A nossa luta continua …

    Curtir

  3. Marcos Says:

    Desculpe, mas descordo do senhor Eric, como foi citado pelo Senhor Alberto, realmente o treno feminino que vi bateu em todas as paredes que tem direito, realmente nao foi uma boa competicao para elas, e nem por isso acho que elas nao tinham competencia para estar la, e pelo que vi nos resultados do masculino e principalmente o que assisti na televisao, eles nao bateram em nenhuma parede, teve um paqueno erro na terceira descida deles, mas se voce ver o tempo que eles fizeram na parte de corrida ficaram a menos de 1 decimo do primeiro colocado, pode ter serteza que se estes atletas nao tivessem nivel olimpico isso nao aconteceria, na verdade ficou claro que ambos os times, masculino e feminino nao tinham material adequado ( trenos e laminas). Se fosse seguir a linha dos senhores de nunca levar estes atletas, hoje nao teriamos Daiane dos santos, Diego hipolito, Artur Zanete, ou vcs acham que a gisnastica sempre foi potencia. Os senhores poderiam se limitar em atingir o COB e nao desmerecer estes atletas que lutaram e mostraram que tem potencial para ser grande potencia. Voces porguntaram se estes atletas ganharam algum dinheiro para estar la? Ficar sentado na cadeira digitando e facil, quero ver acompanhar de perto a real cituaçao destes atletas. Obrigado.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: