Home

As Placas do Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, O Ibirapuera.

novembro 23, 2012

De verdade, ontem fiquei muito impressionado com a possibilidade de o governo de São Paulo vender o maios complexo desportivo do Brasil, o Constâncio Vaz Guimarães. Eu treinei, competi, corri, nadei, assisti a bons jogos e espetáculos, tudo lá no Ibirapuera. Tenho certeza de que o Constâncio faz parte da vida de muitos brasileiros. Fiquei realmente tão estarrecido com a notícia que hoje à tarde resolvi passear pelo Constâncio. Olhar as obras de renovação, a pista, o ginásio, a piscina. Ainda há muita obra sendo feita. O terreno em que o Constâncio foi erguido era do exército, que foi cedido ao Estado. Há de se ver as condições jurídicas desse termo de cessão, para ver se a venda é possível.

Em cada uma das praças esportivas do Constâncio havia uma placa de bronze, discreta, com a data da inauguração e o nome do governador da época e de meu avô, Sylvio de Magalhães Padilha, Diretor do Departamento de Esportes e Educação Física do Estado de São Paulo, o DEFE. O DEFE fazia o papel da Secretaria de Esportes. Mais tarde o DEFE foi convertido em Secretaria. Na placa da pista de atletismo há também o nome do meu tio, Pedro de Magalhães Padilha, na época Secretário de Estado de Esportes, Turismo e Cultura. Nessa época meu avô era o Coordenador de Esportes do Estado. Com exceção da placa da piscina, ví que todas as demais, dos ginásios e das pistas foram devidamente removidas das paredes. Como disse, são placas discretas. Bem na entrada da tribuna de honra da pista de atletismo foi colocada uma nova placa grande, quase um monumento, com o nome do Governador Alckmin e do Secretário Pagura, celebrando as reformas feitas no conjunto. As anteriores, dos responsáveis pela idealização de tudo aquilo foram removidas. E, ao menos por enquanto, não foram recolocadas.

Escrevi um e-mail gentil ao Coronel Luiz Carlos Martins, Chefe de Gabinete da Secretaria de Esportes, com cópia para o Coronel Flaviano, diretor do Constâncio, noticiando o fato e solicitando a recolocação das placas. Conheci o Coronel Martins na semana passada, em um seminário. Fiquei com excelente impressão do Coronel Martins, uma pessoa comprometida com o esporte, que foi levada para a Secretaria pelo Lars Grael. Espero que o Coronel Martins tome as providências para recolocar as placas.

Meu avô era uma pessoa desprovida desse tipo devaidades. Tenho certeza de que ele não estaria nem aí para essas placas. Mas como eu não sou ele, pedi a recolocação das placas, repito, discretas. O Brasil já é um país tão desmemoriado, que vale a pena fazer o que for possível para que se respeite e se resguarde a nossa história.

Anúncios

One Response to “As Placas do Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, O Ibirapuera.”

  1. Sônia Murray Says:

    Gostei muito e deu muita saudade dos domingos quando íamos conferir se as estacas não tinham sido tragadas pelo terreno pantanoso. Os filhos do Ícaro devem lembrar de muita coisa tb. Bjs. Mamy


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: