Home

Um Caudal De Críticas.

junho 4, 2012

Se Vocês, leitores, soubessem o número de mensagens que eu recebo de gente do esporte, técnicos, atletas e dirigentes, relatando verdadeiros absurdos em suas respectivas modalidades, ficariam surpresos. Como escreveu a jornalista Doritt Harazin em uma matéria que fez sobre Carlos Nuzman, o “Blog do Alberto Murray é um caudal de críticas ao Comitê Olímpico Brasileiro.” E é mesmo. Não somente pelo o que eu escrevo e por aqueles que por aqui deixam os seus comentários. Mas, também, pela enormidade de e-mails que me enviam, de pessoas descontentes. E que me pedem para não ter os seus nomes divulgados, com medo das retaliações que certamente adviriam se os reclamos fossem públicos. O tal do “caudal” é muito maior do que aqueles que Vocês podem ver aqui. Além dos relatos de atrocidades, espanta-me o medo que atletas e técnicos têm de serem perseguidos pelo establishment do esporte olímpico. O esporte tende a ser um meio autoritário. E daí a perseguir um atleta que manifestou publicamente sua discordância com alguma coisa, não precisa de muito esforço. Eles são perseguidos, sim. E há várias formas de se fazer isso. Nos casos de atletas mais indefesos, cujo esporte não tem projeção, o ataque é truculento mesmo. Eles não estão nem aí. Vão para cima e dão um jeito de calar a boca do sujeito. Cortam, na mão forte, qualquer tipo de apoio. Quando se tratam de atletas “com apelo popular”, a coisa e mais sútil, pelo menos aos olhos do público. Começam a dar maiores oportunidades, inclusive financeiras, a quem rezar pela cartilha dos chefes. Ou, pelo, menos, a quem não contrariá-la publicamente.

Eu não quero e nem espero heroísmo de ninguém. Não me decepciono se um atleta deixar de denunciar uma tramóia, ou incompetência, pensando nos prejuízos que isso poderá lhe causar. Afinal, é tanto esfrço e treinamento, que talvez seja melhor ignorar a ignorância dos cartolas, a travar com eles uma batalha sem quartel, em que se sabe de antemão quem vencerá. Uma imagem que marca esse cenário é do campeão Cesar Cielo que, ao voltar de Pequim, ensaiou afiar as garras contra muita coisa errada que ele viu. A mãe do atleta, uma aguerrida professora de Educação Física deu depoimentos fortes para a televisão.  Algo aconteceu rapidamente, de tal forma que Cielo recuasasse. Não incrimino o atleta. Algo contra ele deve ter sido muito forte, a ponto de abafar o grito de um campeão olímpico.

E assim vai o esporte. Manda quem pode e obedece quem tem juízo. Senão o pau come e quem sairá perdendo serão sempre os atletas. É uma pena.

Anúncios

One Response to “Um Caudal De Críticas.”


  1. […] Fonte: https://albertomurray.wordpress.com/2012/06/04/um-caudal-de-criticas/ […]

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: