Home

Um Peixe Fora D’Água.

maio 29, 2012

É comum ver atletas brasileiros que durante o ciclo olímpico saem-se muito bem em várias competições. E ao chegarem à Olimpíada não têm peformance satisfatória. Vários fatores podem contribuir para isso. Mas um deles, em especial, deve ser notado.

As competições desportivas no Brasil e na América do Sul das variadas modalidades olímpicas são, na grande maioria das vezes, muito mal organizadas. A comida é ruim, o transporte é falho, o cerimonial é pobre, as provas impontuais e a pouco público que aparece para assistir é mal acomodado, apenas para citar alguns aspectos. quem
freqüenta as competições desportivas no nosso país e continente sabem do que eu estou falando.

Isso é fruto da imprevidência. O grande problema é que atletas, técnicos e mesmo dirigentes, em vez de reclamar e agir para melhorar a organização desses campeonatos, acabam por improvisar, viram-se como podem e, ainda que involuntariamente, acostumam-se com as coisas ruins.

Quando esses mesmos atletas chegam aos Jogos Olímpicos encontram cenários completamente distintos. Uma organização quase perfeita, rígida, regras, pompa, circunstância e platéias bem acomodadas nas praças esportivas, formada por gente que está acostumada a ver esportes e, portanto, têm mentalidade olímpica.

Acredito que esse mundo totalmente distinto provoca algum impacto emocional em nossos atletas. Acostumados com a desorganização de casa, quando entram em eventos grandiosos, sentem-se feito um peixe fora d’água. É como um morador de rua que é convidado para um banquete no palácio real. A pessoa chega lá achando que aquele não é o seu habitat.

Que não se diga que a participação dos atletas brasileiros em competições internacionais supre essa falha. Ainda são muito poucos aqueles que têm a possibilidade de vivenciar experiências em grandes
competições fora do Brasil. E, como já citado, ainda que vivenciem um pouco as provas no exterior, o fato é que, na própria casa, no Brasil, aonde os atletas tiveram sua formação, a desorganização prevalece.

A cartolagem nacional e sulamericana deveria ter o cuidado de fazer as competições muito mais organizadas. Isso ajudaria muito o esporte e os atletas.

Anúncios

2 Responses to “Um Peixe Fora D’Água.”


  1. […] :  https://albertomurray.wordpress.com/2012/05/29/um-peixe-fora-dagua/ Categoria: Notícias Diversas Tag: competições internacionais psicologia organização […]

    Curtir

  2. rcordani Says:

    Concordo, e a organização deve vir lá da base. Obviamente que quanto mais organizada uma competição, menos “jeitinho brasileiro” é aceitável.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: