Home

Os Valores Oficiais De Recursos Públicos Da Lei Piva Destinados Ao Comitê Olímpico Brasileiro De 2.001 Até 2.010.

abril 3, 2012

Os números abaixo são oficiais, uma contribuição amável que recebi do amigo José Cruz e da ONG Contas Abertas que, pelo seu trabalho, permite à sociedade ter ciência das alocações de recursos públicos. O Comitê Olímpico Brasileiro recebeu ao longo desses 11 anos, quase R$ 1 Bilhão de Reais. Considerando que o próprio Comitê diz que não lhe cabe formar atletas, é muito dinheiro para quem não tem essa função. De qualquer forma, é dinheiro suficiente para termos a certeza de que esses recursos públicos são muito mal administrados. Cerca de metade dessas quantia é gasta com a própria entidade, o COB, pelo que não é repassada para as Confederações. Da parte que chega às Confederações, boa parcela também é consumida com a burocracia interna, entenda-se, pagamentos de funcionários, aluguel, viagens, contas de luz, água, telefone, condomínio e por aí vai. O que chega às mãos dos atletas e técnicos é nada. Perguntem a algum atleta da esgrima, do nado sincronizado, do levantamento de peso, do remo, da canoagem, se eles recebem algum tipo de ajuda substancial que lhes possibilitem treinar e viver com tranquilidade. A resposta será não. Então aonde vai parar todo esse dinheiro? Ele é bem gasto? Evidentemente que não é. Façam as contas de quantas medalhas olímpicas o Brasil ganhou nesse período e vejam quanto cada uma delas custou aos cofres do Brasil. Enquanto o dinheiro público nos cofres do COB aumenta, a performance dos atletas fica estacionada. É o próprio COB quem nos diz que para Londres 2.012 não devemos esperar coisa melhor do que Pequim 2.008. Atenção, esse valores dizem respeito exclusivamente aos repasses da Lei Piva. Se pusermos nessa conta outras fontes de dinheiro, como os repasses feitos pelo Ministério do Esporte e testes de loterias esportivas, a situação fica ainda mais feia. O COB é gerido por gente incompetente. Tivesse gente competente, com tanto dinheiro, não tenham dúvidas de que a situação do esporte no Brasil, hoje, seria muito, mas muito melhor. O governo federal deve olhar com cuidado para o dinheiro público que vai para o COB e se os resultados obtidos estão à altura do que espera o País.

REPASSES DA LEI PIVA AO COB
Ano Valor (em R$)

2001 17,4 milhões
2002 50,7 milhões
2003 55,8 milhões
2004 70,0 milhões
2005 70,5 milhões
2006 67,4 milhões
2007 84,9 milhões
2008 91,9 milhões
2009 113,4 milhões
2010 142,7 milhões
2011 157,00 milhões
TOTAL 901,0 milhões

Anúncios

2 Responses to “Os Valores Oficiais De Recursos Públicos Da Lei Piva Destinados Ao Comitê Olímpico Brasileiro De 2.001 Até 2.010.”

  1. Roberto Caminha Filho Says:

    Por favor, o atleta que ganhou medalha em Olimpíadas que se apresente. E não me venham com R$3000,00 por mês durante seis meses.
    Se aparecer alguém com esses valores, mas com atraso, eu choro muito!
    1 BILHÃO! eu vou chorar.

    Curtir


  2. Além disto, onde foram colocados os 90 milhões relativos ao esporte escolar, os quais o COB nunca repassou à entidade oficial, a CBDE. Com estes recursos poderiamos ter um esporte escolar organizado e atuante, inclusive com a revelação de novos valores esportivos em todo Brasil.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: