Home

A Explosão No Restaurante Do Rio.

outubro 13, 2011

Será absolutamente safado, pérfido, desprezível, descarado, sem vergonha e imoral aquele que disser que a explosão do restaurante Filé Carioca é obra do acaso. E será parvo, mesquinho, tolo, estreito, se alguém levantar a hipótese de que as críticas feitas ao lamentável episódio ocorrido no Rio de Janeiro é coisa de “gente que é contra o Rio.” Não existe Rio, Sergipe, Acre, ou São Paulo. Existe o Brasil. E essa tragédia no centro de uma importante cidade mundial é a dor de todos os brasileiros.

Antes ser um lugar impune, o Brasil peca por ser o país da imprevidência. Evidente que a explosão de hoje, assim como uma série de outras coisas ruins que acontecem por aqui, poderiam ser evitadas. Duvido que nunca ninguém tenha desconfiado que ali no Filé Carioca poderia haver um desastre. Pelo menos o dono do estabelecimento seguramente tinha ciência de irregularidades. É bem
capaz, também, que algum fiscal tenha ido bater na porta do lugar e recebeu uma propina qualquer para fingir e atestar que estava tudo em ordem.

O que leva esse tipo de coisa a acontecer no Brasil é uma série de fatores negativos. Uma mistura de malandragem, jeitinho, imprecaução, negilgência, desleixo, descuido, corrupção e até fé. As vezes o sujeito nem estroina é. Mas não é incomum ouvir algo do tipo “Deus é bom com a gente e não vai deixar nada de ruim acontecer aqui com o nosso restaurante”. Ou seja, enfia a fé dele goela abaixo dos outros, como fez com as incautas vítimas da explosão de hoje. E Deus passa a ser o responsável por essas vicissitudes.

Sérgio Cabral e Eduardo Paes parecem duas vedetes deslumbradas. Mascaram as mazelas do Rio com discursos ufanistas, geralmente fazendo alusões à grandiosidade e honraria que será para a Cidade Maravilhosa receber os Jogos da Copa do Mundo e, em seguida, os Jogos Olímpicos. A época das chuvas estão chegando. No ano passado foram cerca de duas mil vítimas. Sem contar com as dos vários anos anteriores. Tomara que o governador tenha aprendido a lição e finalmente feito alguma coisa.

Enquanto essa gente prefere gastar bilhões em campos de futebol, o Brasil vai explodindo.

Anúncios

2 Responses to “A Explosão No Restaurante Do Rio.”


  1. Caro Alberto,

    infelizmente, você tem razão.

    Aqui no RJ, impera o “ilegal, e daí?”. E, no dia a dia, isso parece estar enraizado na população. É generalizado. Triste. Preocupante. Lamentável.

    É difícil criar nossos filhos em um ambiente desses, vendo tanta coisa errada. Parece até que as pessoas aqui perderam aquela alegria típica. A gentileza se foi, quase por completo.

    É possível ter esperança? Sempre é. Mas tem que espremer muito para sair uma gotinha dela.

    Abraços,

    Nagato

    Curtir

  2. Victor Sbrighi Says:

    Isso sem falrmos da rede de gás “encanado”. Dizem que n RIo não se pode fumar nem dentro e nem fora dos restaurantes.
    abraços Doc

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: