Home

Política De Vassalagem Na Confederação Brasileira De Atletismo Leva A Maus Resultados. Meu Texto Publicado No Blog Do José Cruz.

setembro 5, 2011

Atletismo, hora de mudanças

Por Alberto Murray Neto

Da ONG Sylvio de Magalhães Padilha

              Depois do retumbante fracasso do atletismo brasileiro nos Jogos Olímpicos de Beijing, em 2008, Gesta de Melo, presidente da CBAt, enigmático, saiu-se com a seguinte pérola: “Fora o Brasil, somente cinco países tiraram uma medalha de ouro.”. O que quis dizer o eterno mandatário do atletismo brasileiro? Que estamos entre as cinco maiores potências do atletismo mundial?

            O espaventoso insucesso da delegação brasileira que competiu no mundial de Daegu é mais uma demonstração de que o atletismo do Brasil segue cambaleante, trôpego, rumo a lugar nenhum.

            Repulsiva a forma como o vultoso dinheiro público que entra nos cofrinhos do COB e da CBAt é administrado. Os resultados obtidos pelo atletismo durante a longa permanência de Gesta no poder são sintomáticos da falta de competência para criar uma política para a modalidade. As medalhas obtidas hoje em dia, com grandes delegações, são as mesmas que se obtinham antigamente, em que o Brasil participava dos torneios com equipes reduzidas e sem recursos.

            Campeonatos mundiais e Jogos Olímpicos não são lugares para “ganhar experiência.” Isso se faz em meetings e outras competições. Olimpíada e campeonatos mundiais são o coroamento da vida do atleta. Devem participar somente quem realmente têm condições de chegar, pelo menos, às semi finais.

            Os índices e critérios que a CBAt adota para compor as formações do Brasil são políticos, decorrentes do estado de vassalagem que impregnou a entidade. Uma pena que os técnicos e atletas tenham receio de dizer o que pensam, seguros que são de que se o fizessem, seriam severamente retaliados. Não há democracia no esporte.

            É hora de o povo brasileiro rebelar-se, com veemência, contra os dirigentes que recebem muito dinheiro público e que o administra de maneira tão incompetente.

            Confederações e Comitê Olímpico não são cartórios de um só. Não podem ter um fim em si próprio.

            É urgente que o governo federal encampe a luta por mudanças dramáticas nas arestas carcomidas que ainda sustentam o esporte nacional. A começar por exigir, legalmente, regras claras de governança corporativa na gestão desses organismos.

 

Por José da Cruz às 21h40

Anúncios

One Response to “Política De Vassalagem Na Confederação Brasileira De Atletismo Leva A Maus Resultados. Meu Texto Publicado No Blog Do José Cruz.”

  1. Gerson Says:

    A política de vassalagem é bem eficiente! tanto que não só os mesmo continuam sendo favorecidos, como a CBAT precisa continuar convidando Presidente da Federação de Atletismo do Acre para ser chefe em alguma delegação menor, para que continue tendo voto… quem um dia viu uma competição feita no Acre que não seja para formalizar a existência de uma federação por lá? A criação da CBAT foi assim, assim como muitas outras confederações de outros esportes de menor abrangência popular: precisam justificar a existência de uma confederação, fingindo que ela existe em lugares que não existe de fato. Então que modelo democrático maravilhoso esse? O problema está não só na gestão, mas no sistema político todo, na forma de criação dessas instituições.
    Como uma gestão poderia romper com isso? Fazendo os “mal ditos” (mal administrados?) centros de treinamento? Com as pessoas que foram cuidar desses centros, acho que nunca dariam certo, pois muitos atletas que foram para Uberlândia estão querendo sair de lá (exceto alguns arremessadores e lançadores, que parecem estar melhores), porque não suportam a maneira como são tratados por um dos técnicos (famoso por sinal!).
    Falta no Brasil formação de qualidade para técnicos e que esses sejam amparados financeiramente por tempo, até que tenham um clube que os contratem. Só com um número maior de técnicos bons, poderemos pensar em ter mais atletas de qualidade. Não é um Elson e uma Fabiana (o mérito individual não conta como política!) que faz o salto com vara se tornar uma prova importante, que busque medalhas em todos os campeonatos importantes. Precisamos de mais 10 centros de treinamento de salto com vara espalhados pelo Brasil, com técnicos bons.
    Estão tentando fazer a implementação de corredores de salto em distância pelo Brasil, com apoio da Maurren, porém acham que saltador nasce em arvore, pois não temos técnicos competentes e amparados financeiramente em número suficiente para trabalhar neste corredores, procurando atletas e formando sua base para para treinar de uma maneira apropriada.
    Os próprios técnicos que estão ai não querem concorrência (com exceções, claro!), porque podem perder os presentinhos da CBAT.
    A Atletismo melhorou sim nos últimos 20 anos, vemos pelo volume de atletas com resultados menos amadores. É só olhar para as provas combinadas, decatlo e heptatlo, essas provas cresceram muito no Brasil, simplesmente por ter técnicos dedicados a elas… e outra coisa, elas não tem mais somente 1 atleta despontando. Elas contam com pelo menos 3 atletas de alto potencial internacional tanto no feminino quanto no masculino, mas ainda são poucos técnicos assim como o salto com vara. O Brasil melhorou a qualidade dos lançamentos, principalmente do disco, e as provas combinadas vieram junto.
    Existem melhoras sim, são poucas e escassas, mas existem. Fato é que quem melhorou não gosta de ser colocado para baixo por comentaristas leigos, como aconteceu neste mundial o tempo todo. Isso afasta atletas e técnicos que poderiam ajudar numa busca por melhores políticas para a CBAT. Ninguém quer ser chamado de fraco, ruim, aquém, muito menos por uma pessoa que mal sabe o que é atletismo e se diz técnico.
    abraço

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: