Home

Quem Processará Quem?

julho 24, 2011

Lí uma notícia que diz que a tal farmácia de manipulação supostamente responsável pela contaminação dos suplementos comprados pelos quatro nadadores brasileiros pedirá os laudos que lhe dizem respeito, entregues ao CAS como elementos probatórios. E que quer saber em quais o documentos o CAS baseou-se para dar a decisão.

Dou plena razão à farmácia. O assunto não pode parar por aí. A imagem que fica para o mundo é a de que a farmácia Anna Terra, em Santa Bárbara D’Oeste errou. Isso causa sérios prejuízos à sua imagem. Claro que se a farmácia alega que não contaminou as indigitadas cápsulas de cafeína, ela quer limpar sua imagem.

Esses laudos são fundamentais para isso.

De duas, uma: Ou os atletas processam a farmácia pela contaminação das cápsulas. Ou a farmácia processa os atletas que a acusaram injustamente de terem contaminado os comprimidos.

Alguém causou dano moral a alguém. E dano moral sério, de repercussão mundial. Se o assunto parar por aí e cair no esquecimento, como muitos parecem querer, ficará no ar um cheiro enorme de cambalacho.

Anúncios

5 Responses to “Quem Processará Quem?”

  1. Marcel Rossi Says:

    Ola Alberto,

    Concordo com absolutamente tudo o que voce disse. Mas ficou uma duvida: nao faria parte do procedimento do CAS ouvir alguem da farmacia como testemunha no julgamento? Pois pelo que se viu na imprensa, isso nao ocorreu (http://www.swim.com.br/noticias.php?id=52912).

    Curtir

  2. albertomurray Says:

    A produção de provas cabe a cada parte. Se nenhuma das partes pediu a outiva do representante legal da farmácia, o Tribunal Arbitral não tem como ouví-lo.

    Curtir

  3. albertomurray Says:

    Digo, oitiva.

    Curtir

  4. Marcel Rossi Says:

    Pois e’, muito estranho isso, porque seria de interesse da FINA que algum representante da farmacia fosse ouvido, ja que a mesma alega inocencia na manipulacao do suplemento.

    Curtir

    • albertomurray Says:

      Extremamente estranho. A FINA, na qualidade de apelante, foi negligente. Fico com a impressão de que a FINA apelou por dever de ofício, mas sem se preocupar muito com o assunto.

      Se fossem ouvir o pessoal da farmácia não daria tempo de absolver a turma antes do mundial, ou melhor, advertí-los.

      Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: