Home

Eu Não Sou A Mãe Dinah.

maio 26, 2011

Hoje um amigo indagou-me se eu guardei minhas entrevistas e artigos nos quais disse que a preparação para a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos seria um furdúncio. A razão da pergunta foi, claro, em tom de blague, para que eu possa dizer que tenho o dom de prever o futuro. O que eu falei e escrevi, pelo menos com relação ao torneio de futebol que o Brasil abrigará em 2.014, já é uma realidade.

Quando disseram que o mundial seria financiado totalmente com dinheiro privado e que o cronograma de obras seria rigorosamente cumprido, eu e vários outros duvidamos. Alguma vezes fomos chamados de antipatriotas. Não precisa de mais tempo para constatar que a historinha da Copa que nos contaram é um engodo.

O nosso dinheiro custeará a construção de estádios por todo o Brasil, que depois virarão “elefantes brancos”. As obras vão atrasar. Os orçamentos explodirão. Licitações (ou a falta delas) serão contestadas. As manchetes dos jornais estamparão os escândalos.

Por enquanto os Jogos Olímpicos estão fora dos holofotes. Os descalabros que permeiam o mundo do futebol são tantos, que falta espaço nas páginas esportivas para abordar tudo.

Mas que ninguém se engane de que a preparação para os Jogos Olímpicos de 2.016 proporcionará calafrios nos brasileiros.

Ainda dá para mudar esse cenário? Dá, sim, para minimizar os estragos. Como? Se a Presidenta Dilma der uns murros na mesa, dar um basta nessa cartolagem e controlar o ralo do dinheiro público. Senão, os prejuízos que esses dois convescotes, Copa e Olimpíada, causarão ao Brasil, serão altíssimos.

Meu amigo disse-me, ainda, que por prever o futuro eu sou tal qual a Mãe Dinah. Nada disso. Não tenho esse dom premonitório.

É que algumas coisas são tão óbvias!

Anúncios

3 Responses to “Eu Não Sou A Mãe Dinah.”

  1. paul minusc Says:

    Na verdade, a única esperança de reverter esse estado de coisas é a imprensa e, infelizmente, são poucos os jornalistas que estão mostrando sua indignação. A grande mídia publica denúncias pontuais, há pouca opinião. A rede Globo, de longe a mais influente, não mostra nada de negativo. E olha que já foi chamada de gangster pelo responsável pelo Itaquerão.

    Curtir

  2. Tarcisio Says:

    Alberto

    O termo Terceiro Mundo para o Brasil é pouco. Estamos muito abaixo disso no quesito competência política.

    Curtir

  3. Felipe Says:

    O Fielzão será um bem para o Corinthians, que finalmente passará a mandar seus jogos em um estádio compatível com a grandeza de sua torcida.

    O Fielzão será um bem para a cidade de São Paulo, pois contribuirá no desenvolvimento de sua região mais carente, a Zona Leste.

    O Fielzão será um bem para o estado de São Paulo, centro hegemônico do futebol brasileiro, que passará a contar com o principal estádio do Brasil.

    O Fielzão será um bem para o Brasil, pois proporcionará uma grande abertura da Copa de 2014, de acordo com a nova condição do país como potência emergente no cenário mundial.

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: