Home

Texto De Carlos Martins Sobre A Marinha E O Remo. Assunto Para Debate.

fevereiro 22, 2011

Texto de Carlos Martins www.Remo2016.com.br
A Marinha do Brasil sempre foi uma grande parceira na divulgação do esporte do remo.
 
No Estádio de Remo da lagoa Rodrigo de Freitas o Campeonato Circuito “PODER MARÍTIMO” de REMO foi o evento que sempre mobilizou a maior torcida e público. Além de regatas muito bem organizadas a Marinha sempre ofereceu ao público atrações que promoveram o amor pelo esporte (competições de barcos de remo de combate, exposições de equipamentos anfíbios etc.).
 
Lamentavelmente, a transformação do Estádio de Remo em um Shopping com cinemas, acaba de fazer mais um grande estrago na divulgação e promoção do esporte do remo, conforme nota que acabo de receber do Coordenador do “PODER MARÍTIMO” de REMO.
 
“- Na ocasião em que, após 11 anos dedicando-me inteiramente aos serviços de colocar no Estádio de Remo da Lagoa o Circuito Poder Marítimo de Remo,no qual a Marinha sente-se honrada em promover tão apaixonante esporte, seja com a tradicional embarcação miúda chamada “escaler” que nossos marinheiros ,fuzileiros (as) prezam em conservar a tradição,ou com nossos canoes-escola,ou ainda com o Remo Olímpico fazendo parte das nossas Regatas, vejo com pesar a impossibilidade de continuarmos a promover o significado da palavra Poder Marítimo,da qual nosso povo faz parte,no Estádio de Remo (antigo?já?). As imposições de uma Empresa que,atualmente administra(?),ou conforme queiram,dona do antigo(?) Estádio, estão nos levando a fazer o Circuito em outros locais,em áreas também de ótima visibilidade para o público em geral, principalmente o do nosso Remo. Atenciosamente, Sidnei M.B. Capitão de Mar e Guerra Coordenador do Circuito “PODER MARÍTIMO” de REMO.”
 
Enquanto a Marinha retira sua presença (e apoio) ao Estádio de Remo, o presidente da CBR (Confederação de Remo) Wilson Reeberg presta as maiores homenagens ao responsável pela Glen Entertainment, que ocupou estranhamente o Estádio de Remo, assim como o presidente da Frerj (Federação de Remo do Rio de Janeiro) Mauro Ney e os presidentes dos Clubes de Remo, Patrícia Amorim (Flamengo), Roberto Dinamite (Vasco da Gama) e Maurício Assunção (Botafogo) continuam se escondendo de suas mais elementares obrigações: lutar pelo esporte!
 
Esse é o país que vai receber as Olimpíadas de 2016, que não sabe se deseja o esporte ou um shopping. O que fazer? A quem recorrer?
 
Lamentável.
 
Abraço do amigo,
 
Carlos Martins
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: