Home

Carta Aberta A Roberto Gesta De Melo, Que Deu De Ombros Para O Devastador Relatório Do Tribunal de Contas Da União.

fevereiro 20, 2011

São Paulo, 19 de fevereiro de 2.011.

Caro Gesta De Melo,

Nunca tinha acessado o sítio da Confederação Brasileira de Atletismo (“CBAt”). Hoje o fiz. Disseram-me que Você havia emitido uma nota sobre o relatório do Tribunal de Contas da União, tornado público nesta semana o qual, com propriedade, constata que a despeito dos vultosos recursos públicos que abarrotam os cofres do esporte olímpico brasileiro, os resultados são desprezíveis. Assim, resolvi ler a tal nota.

Com todo acatamento, seu apontamento não poderia ser mais desavergonhado. A exposição de motivos do TCU atinge em cheio a cara da sua Confederação, confirmando a administração defeituosa que, ao longo de tantos anos, consumou-se sob a sua batuta. E sua reação às exposições de motivos do TCU restringe-se à bajular aquele Tribunal, como se a realidade desastrosa em que se encontra o esporte nacional passasse ao largo de suas responsabilidades.

Encaminho a Você esta carta aberta, para que ela estimule o debate. Incentive a reflexão. Provoque mudanças imediatas.

Se antes faltava dinheiro, o que agora não se tem é gestão. Dinheiro tem existido de sobra. E a verdade, da qual Você não poderá desviar-se, é que tendo recebido tanto dinheiro, os resultados obtidos foram parcos. Claro que, hoje, eles são um pouco melhores do que há vinte anos. Mas poderiam, não tenha nesga de dúvidas, ser monstruosamente melhores vis-a-vis o volume de recursos que vem recebendo.

Sua análise sobre as constatações do TCU são, portanto, a expressão de alguém que parece desesperadamente acuado pelo turbilhão de críticas que recebe. E que, com receio de enfrentar a questão como deveria, limita-se a servilmente adular as autoridades públicas que, se tiverem anseio político, morderão os seus calcanhares.

Ao contrário do que fez, teria sido justo, correto, ter pedido demissão. Sim, ter tido a altivez necessária para compreender que seus projetos, assim como de seu patrão, fracassaram.

A CBAt é uma das Confederações mais ricas do País, seja pelo dinheiro público que recebe da Caixa Econômica Federal, seja pelos repasses da Lei Piva, com a qual tem sido agraciada. E, ainda assim, levaram-se 24 anos para garimpar uma medalha olímpica dourada.

Se pudéssemos vislumbrar que, apesar de os resultados olímpicos terem sido ruinosos  durante seu longuíssimo mandato, o atletismo tivesse massificado-se no Brasil, seria um alento. Mas nem isso ocorreu.

E não me diga, Você, que popularizar esta modalidade e torná-la acessível ao povo pobre, não é papel da Confederação. É, sim! E essa obrigação fica ainda mais evidente quando, repita-se, sua Confederação é sustentada por dinheiro público.</p

Caberia às Confederações, ao Comitê Olímpico, com o dinheiro que agora têm, buscar os poderes públicos para a realização conjunta de programas sociais desportivos de longo prazo. É assim que se constrói uma base sólida de onde, futuramente e de forma natural, em um País tão populoso quanto o nosso, surgirão os expoentes olímpicos. E Vocês não fizeram isso.

Inconstestável  que as pouquíssimas medalhas que obtivemos ao longo desses 24 anos foram muito mais produto de esforços isolados, talentos naturais, do que decorrentes de um trabalho planificado, de longo prazo. A participação da CBAt nas parcas medalhas, senão nulas, foram irrisórias, desprezíveis.

Vocês erraram feio em suas prioridades. Lembro de reuniões havida no Comitê Olímpico em que seu patrão pedia às Confederações se empenham-se junto às suas Federações Internacionais para trazer eventos de grande porte para o Brasil.

Pensava eu, com tanto dinheiro entrando nas contas do esporte olímpico, seria muito melhor se a orientação fosse outra. Em vez de pedir às Confederações um plano de massificação e detecção de talentos, os objetivos concentravam-se em sediar eventos.

Vocês perderam uma oportunidade de ouro (sem trocadilhos), de revolucionar o esporte do Brasil. Tem usado o dinheiro nas prioridades equivocadas.

Entendo que a questão é também ideológica. Alguns pensam no Brasil. Outros preferem dar atenção, antes de tudo, às entidades internacionais a que pertencem. Detesto a hipocrisia dos patriotas de plantão, normalmente pessoas inescrupulosas.

Trazer Jogos Olímpicos para o Brasil é uma vitória? No campo político, talvez, sim. Na esfera social, esportiva, certamente não.

Os Jogos Olímpicos não resolverão os problemas do Brasil, nem do Rio. Não farão do Brasil uma potência olímpica (muito embora eu ache essa expressão uma grande bobagem, um factóide). 

Não é difícil compreender que o Brasil somente galgará, com frequência, os espaços dos pódios
olímpicos quando o País avançar socialmente. Esporte não é medalha. Esporte é, antes de tudo, saúde, educação, cidadania. E é isso que Vocês não viram.

Mais uma vez, Você ensaia a sua saída. Acho que deveria tê-lo feito antes. Mas nunca é tarde para fazê-lo. Não existe democracia no esporte. E sua Confederação não é exceção. Duvido que um Atleta, ou Técnico que levantasse a voz contra sua gestão não sofreria retaliações, não estaria afastado de postos de destaque, não obstante a competência. Certo que a esses também seriam retiradas eventuais remunerações que recebem de sua Confederação e das quais dependem para sobreviver. Não faça como aquela fábula infantil, na qual o rei estava nú, ninguém tinha coragem de contar e ele, pateticamente, achava-se tremendamente bem vestido. A sua assembléia geral, posta como a solução de todos os seus problemas, tenha a máxima certeza, não reflete o que a comunidade do atletismo do Brasil pensa a respeito de sua longa permanência no poder.

Sugiro que amplie a consulta às bases. Promova uma revolução. Leve a cada clube, a cada competição a possibilidade de que todos os Atletas, Técnicos, Dirigentes, Médicos, Fisioterapeutas que são quem realmente fazem o atletismo do Brasil, expressem o seu pensamento pelo voto direto e secreto. Sua assembléia geral não reflete o pensamento do atletismo do Brasil. Nem o tal Fórum. Somente o voto direto, secreto, dará a resposta concreta das mudanças que realmente se fazem imperiosas no atletismo do Brasil, no Comitê Olímpico Brasileiro.

No Comitê Olímpico o casuísmo estatutário é gritante, deboxado. O artigo 26 do estatuto daquele Comitê impõe que somente podem ser candidatos a presidência e vice presidência quem já estiver em um dos poderes do próprio Comitê há, pelo menos, cinco anos. Por que Você acha que essa cláusula marota foi inserida no estatuto? Porque os atuais mandatário tem receio de uma disputa franca, aberta, democrática.

As entidades que Vocês presidem são entidades privadas e, assim, podem fazer o que bem querem com seus estatutos? Mas e o dinheiro que as sustentam, é público, ou privado?

O dinheiro é público. E lidar com dinheiro do povo é coisa da maior seriedade. Não há uma só contra partida social vinda de Vocês.

Alonguei-me nesta mensagem. Minha intenção era de, apenas e tão somente, demonstrar minha indignação com sua nota sobre o devastador relatório do TCU, que lhe atinge em cheio.

Mas os seus erros foram tantos, tamanhos e a vontade real é que Você realmente deixe o seu posto, que aproveito este momento para incitar a  reflexão.

À exceção do Tênis de Mesa, tanto o Comitê, bem como as demais Confederações preferiram silenciar sobre o relatório do TCU. Lamentável que quando se é o momento de revelar as entranhas do esporte olímpico nacional, a opção da maioria esmagadora seja imitar o avestruz e enfiar a cabeça no chão.

Cordialmente.

Alberto Murray Neto

Anúncios

2 Responses to “Carta Aberta A Roberto Gesta De Melo, Que Deu De Ombros Para O Devastador Relatório Do Tribunal de Contas Da União.”

  1. Flavio Says:

    Como se diz no RS : “deu nos dedos” !

    Curtir


  2. […] This post was mentioned on Twitter by Flavio Moreira, Alberto Murray Neto. Alberto Murray Neto said: Carta Aberta A Roberto Gesta de Melo. No http://j.mp/emPWFC […]

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: