Home

Gustavo Borges Para Presidente Da Confederação Brasileira De Desportos Aquáticos.

janeiro 26, 2011

Se Vocês voltarem uns dez anos e escarafuncharem o noticiário da época, verão que o então (e atual) presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (“CBDA”) Coaracy Gentil Nunes Filho, disse que aquele seria o seu derradeiro mandato e que gostaría que o medalhista Olimpico Gustavo Borges fosse o seu sucessor. Quem acompanha esses esportes deve lembrar-se desse episódio.

Pois bem, os anos passaram, Coaracy continua comandando os desportos aquáticos no Brasil e o Gustavo Borges segue sendo apenas uma referência de grande Atleta que foi. Digo “apenas”‘ porque gostaria que o Gustavo, assim como outros ex nadadores, fossem aproveitados na administração dos esportes aquáticos. Acho que a equipe de alto rendimento da natação brasileira melhorou nesses anos. Há mais gente disputando as primeiras colocações no ranking mundial. Isso não resulta necessariamente em mais medalhas. Medalha pode ser decidida
por um mero detalhe. É muito mais importante ter um número maior de pessoas nas semi finais e finais, do que uma, ou duas medalhas isoladas e mais nada.

Não obstante a melhora no alto rendimento, acho que se poderia ter avançado bem mais. O dinheiro investido pelos Correios nas modalidades aquáticas é muito alto. Se ex nadadores, como Gustavo Borges, ou Manoel dos Santos, apenas para citar dois exemplos, tivessem sido chamados a, efetivamente, colaborar com desenvolvimento da natação, o Brasi estaria em situação melhor.

Enquanto o alto rendimento teve algum progresso nesses 15 anos, a natação de base, nas escolas, para crianças, piorou muito. As condições para as crianças pobres que querem iniciar-se na natação são quase inexistentes, inescrupulosas. Isso é péssimo. Se o alto rendimento teve avanços em seus resultados, isso certamente não se deu em virtude da massificação da natação em todo território nacional. Os bons nadadores que surgiram, são, portanto, ainda fruto de talentos naturais pinçados e devidamente lapidados.

O nado sincronizado, os saltos ornamentais e o polo aquático ainda carecem de muitos investimentos e estão anos luz atrás das potências.

Voltando ao título deste post, acho que a hipótese de Gustavo Borges presidindo a CBDA deveria retornar à pauta.

Anúncios

2 Responses to “Gustavo Borges Para Presidente Da Confederação Brasileira De Desportos Aquáticos.”

  1. Rômulo Sardinha Says:

    Caro Murray,
    Muito bom o seu post. Se todos atletas se fossem interessados no rumo de suas modalidades tudo seria diferente. Peço desculpas por fazer uma pergunta que não tem nada a ver com o post. Você sabe se a Confederação Brasileira de Arco tem algo de irregular como superfaturamento em compras de materias e etc?E se a mesma é “amigada” do Nuzman? Faço-lhe essas perguntas porque é uma confederação que poucos infelizmente divulgam e porque a modalidade é uma das escolhidas da Petrobras para verba, podendo causar rusgas com o presidente do COB.
    Muito grato pela sua atenção.

    Curtir

    • albertomurray Says:

      Caro Rômulo, obrigado pela mensagem. Não conheço nenhuma irregularidade da Confederação Brasileira de Tiro Com Arco. Para maiores informações, o melhor seria procurar alguém que acompanha de perto esse esporte. Também não sei se ela apóia o Nuzman. Mas por ser uma Confederação de um esporte pouco divulgado, o Nuzman usa a força da Lei Piva para pressionar as Confederaçoes. Isto é, se elas se opuserem a ele, o Comitê pode cortar os recursos dela. Abraços. Alberto.

      Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: