Home

O Primeiro Debate Do Ano!

janeiro 1, 2011

 Como bem ressaltou o Jornalista Marcelo Laguna, a primeira polêmica do ano é a seguinte: A logomarca dos Jogos Olímpicos Rio 2.016 é um plágio da Obra do pintor Matisse?

Quem deu início à discussão, o “furo” do ano, foi o também Jornalista José Cruz, em seu fantástico Blog.

O Co-Rio e o COB entregaram de bandeja esse debate. Poder-se-ía imaginar que a discussão teria sido proposital, para que os Jogos Olímpicos de 2.016 ficassem em evidência, ainda que por uma razão negativa, no melhor estilo Jânio Quadros de governar. Mas não acredito nessa hipótese. Em tese, a logomarca exposta na mídia por mais tempo, iria valorizá-la. E é dela que o Co-Rio pretende tirar vários milhões de Reais.

Creio que o “designer” que criou a logomarca tenha realmente inspirado-se na Obra de Matisse. Seu erro foi não ter revelado isso ao grande público. Tivesse ele feito referência à Matisse, estaria tudo em ordem.

Ocorre que o autor da logomarca subestimou a inteligência mundial. Achou que ninguém iria fazer a associação. E, por isso, saiu-se mal. Ele não poderá negar sua fonte de inspiração, para a emenda não ficar pior que o soneto.

O COB e o Co-Rio também foram pegos de surpresa. Nuzman nunca imaginou que a sua futura bilionária logomarca olímpica seria associada a Matisse como plágio. Ele não tem cultura para tanto. Talvez não saiba quem é Matisse. Cercou-se de tantos cuidados para que não houvesse o “vazamento” antes da hora e foi justamente cair nessa “armadilha”. Ele está furioso. E aí, sim, dou-lhe razão. Tanto dinheiro, tantas agências, tantas cabeças para ter que agora explicar que “não é plágio”, que não houve má intenção de ninguém. Nuzman levou tiros de “fogo amigo”, tomou “bola nas costas” sem querer.

Se é plágio, ou não, somente um devido processo judicial poderia sentenciar. Há na doutrina e na jurisprudência mecanismos para determinar a existência de plágio, no sentido jurídico da palavra.

Essa polêmica, entretanto, vai arrastar-se por algum tempo. Dizer que o assunto não tem relevância seria menosprezar os próprios Jogos Olímpicos no Rio. E o UOL não teria colocada a questão em sua primeira página, em destaque. Quem sustentar a tese de que essa polêmica não deve ser debatida, estará querendo empurrar a “bola fora” para debaixo do tapete.

E poderiam até chutar, não tivesse aí dinheiro público envolvido.

Nuzman está furioso.

Valeu José Cruz. Já deu o “furo” do ano.

Alberto Murray Neto.

Anúncios

7 Responses to “O Primeiro Debate Do Ano!”

  1. Flavio Says:

    Descoberta a real inspiração para a marca. São apenas corruptos rezando para agradecer a mamata http://twitpic.com/3m6acm

    Curtir

  2. Adilson Says:

    Se você centralizar a parte mais alta do logo deixando o logo simétrico você obterá a logomarca do falecido Unibanco.
    Na maior parte da sua existência esta logomarca era monocrômica mas no tempo em que eram usadas as cores vermelho, azul e verde ficava mais parecida ainda.
    O quadro de Matisse em questão chama-se La Danse.

    Curtir

  3. Adilson Says:

    Alberto,
    o pessoal da agência, por enquanto está bombando no site copa2014.org.br com mensagens falando maravilhas do logo em uma autêntica operação abafa. Na hora que terminar o trabalho lá, pode ter certeza, virão prá cá.

    Curtir

  4. Nilson Duarte Monteiro Says:

    Olá Alberto,

    Parece um cuecão de couro meio de lado, do tipo daqueles de sado-masoquismo.

    Curtir

  5. Rafael Says:

    Caro Dr. Murray,

    Como o sr. sabe nós compartilhamos de muitas idéias, já conversamos bastante sobre isso. Mas quem conhece o DESIGN sabe que, como na natureza, não existe criação e sim transformação.
    Temos milhares de designers no Brasil capazes de obras impensáveis. Temos os melhores publicitários e designers do mundo.
    Ao olhar pro emblema Rio 2016 e cogitar o plágio de Matisse ou da tal organização citada nos sites (que seria ela própria uma releitura da obra) é menosprezar o talento brasileiro.
    Ao olhar o emblema pela primeira vez o que me veio na cabeça foram 5 coisas:
    -Pão de Açúcar (óbvio)
    -Os três ideias olímpicos unidos de mãos dadas pelo esporte;
    -As cores cariocas das montanhas, do sol e do mar;
    -As cores do Brasil;
    -Sútilmente escrito “Rio” na logomarca 3d.
    Vendo o vídeo da agência temos uma idéia do que eles quiseram passar, se assistirmos com um olhar sem pré-conceito.
    Só falta eles arrumarem os aros olímpicos que estão unidos no emblema, diferentemente do oficial.
    O vídeo é esse:

    Saudações Olímpicas Dr. Murray!

    “No mundo existem dois tipos de pessoas. As que realizam e as que criticam. Os que realizam não têm tempo para criticar. Os que criticam nada realizam.”

    Curtir

    • albertomurray Says:

      Prezado Rafael, obrigado pela mensagem. Se o emblema dos Jogos foi inspirado no Henri Matisse, sem problemas. Bastaria o autor da Obra te-lo dito. Errado eh como o pessoal do COB tentou fazer, uma operação abafa para não discutir o tema. Abraços. Alberto.

      Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: