Home

” A Farsa Do TCU. Texto De José Cruz.”

novembro 12, 2010

http://blogdocruz.blog.uol.com.br/

 

Pan 2007: a farsa do julgamento

Recebo com surpresa um extenso release do Ministério do Esporte.

Nos últimos anos é a primeira vez que acionam o meu endereço de email. Ou seja, quando não respondem os meus questionamentos e por malandragem mesmo.

Mas diz o tal release, que o Tribunal de Contas da União (TCU) isentou de irregularidades os servidores do Ministério do Esporte nas suspeitas de falcatruas nos serviços de hotelaria na Vila Pan-americana, nos Jogos de 2007.

“Em todos os julgamentos ocorridos até o momento, o TCU acatou os argumentos do Ministério do Esporte, e isentou os seus gestores de responsabilidade,” dizem os escribas oficiais.

Atrasados

A notícia é velha, desatualizada.

Desde o relatório do ex-ministro Marcos Vilaça, o último que assinou antes de se aposentar, no ano passado, já se sabia que todos os indícios de irregularidades, superfaturamentos, pagamentos de contas em dobro, enfim, encontradas e comprovadas pelo corpo técnico do TCU não dariam em nada.

É preciso explicar, exaustivamente, que uma coisa é o auditor ir ao local e identificar o fato fora das normas legais; outra é o ministro, político, apadrinhado de deputados e senadores e amigo da cúpula do Poder da República tomar a decisão que bem entende.

No bom português, está se lixando para a seriedade do trabalho técnico, que deveria servir de exemplo ao combate da corrupção.

Festa

Imagino que as autoridades do Ministério do Esporte estejam festejando, com nosso dinheiro, mais este “alívio” do Tribunal.

Mas não se iludam, Senhores. Seus nomes estão manchados como  irresponsáveis e suspeitos gestores do dinheiro público.

Talvez pela falta de vergonha que caracteriza suas passagens pelo Ministério do Esporte os senhores consigam sustentar a cabeça erguida na rua. Mas também aí, no comportamento ilusório, se revela a farsa de cada um de vocês, liderados por Orlando Silva, o ministro de ocasião.

Julgamento

Os senhores tiveram o julgamento político que se esperava. Afinal, estamos no país dos tiriricas e das tapiocas.

Mas para opinião pública, as autoridades do Ministério do Esporte passarão para a história como os (i)responsáveis pelo mais vergonhoso caso de corrupção no esporte brasileiro.

Por José da Cruz às 19h12

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: