Análise Dos Jogos Olímpicos Da Juventude.

O campeão mundial de boxe, David Lourenço, fechou com chave de ouro a participação do Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude. Ganhou a medalha de ouro e tomara que as dificuldades que são impostas aos jovens Atletas do Brasil nao o desencoraje. O Brasil saiu de Singapura com uma campanha lamentável. Apenas alguns casos de sucesso isolado, como há anos acontece no esporte do Pais. O Brasil obteve seis medalhas: duas de ouro, tres de prata e uma de bronze. Ocupou a vigésima primeira colocaçãoo no quadro de medalhas. Embora sejam competições diferentes, o desempenho dos nossos juvenis foi pior do que as equipes olímpicas de Atenas 2.004 (16 lugar) e Pequin 2.008 (23 lugar) no número de medalhas de ouro e no total de medalhas.

O que o Brasil obteve e muito pouco para um País que tem a quinta maior área territorial do planeta, a quinta maior população do mundo e vultoso repasse de verba pública para o Comitê Olímpico Brasileiro (Lei Piva, estatais, Lei do Incentivo ao Esporte).

O Brasil esteve em Singapura com a quinta maior delegação (81 atletas), sendo superado apenas pela anfitriâ Singapura (129 atletas), Austrália (100 atletas), Rússia (96 atletas) e Estados Unidos (82 atletas). Porém, como já mencionado, ficou com um parco 21 lugar.

Alguns Países que ficaram na frente do Brasil: Cuba (5 posição), Azerbaijão (11 posição), Tailândia (14 posição), Quênia (18 posição) e África do Sul (20 posição).

Os seguintes Países superaram o Brasil somente no número de madalhas de prata e de bronze: Colômbia e Etiópia (22 posição, empatados); Ira (26 lugar), Nigéria (29 lugar) e Mongólia (32 lugar).

Outros números que chamam atenção são os Paises pequenos que levaram delegações bem menores que a do Brasil e que chegaram na frente na colocação geral:  Cuba; Israel e Quênia.

Podemos concluir que a poltica esportiva do Brasil rumo a 2.016 vai pelo ralo. Dinheiro vai ser usado para obras, para o deleite de muita gente (lembrem-se do Pan Americano super faturado em 1.000%).

O Comitê Olimpico Brasileiro nao esta preocupado com o material humano.

Categorias olimpismo

3 comentários em “Análise Dos Jogos Olímpicos Da Juventude.

  1. Caro Alberto,

    interessante observar também que os EUA, apesar de terem uma delegação maior que a nossa, não levaram sua força máxima, pois não deram muita importância ao evento.

    Teoricamente, isso deveria facilitar a conquista de medalhas pelos outros países. Pelo visto, facilitou, menos para nós.

    Isso tudo mostra nossa grande dificuldade: falta de trabalho de base.

    Abraços,

    Nagato

    Curtir

  2. Muito interessante a sua materia, tive a honra de ler junto com o ex-corredor Steve Stims. Ele tambem gostou muito. Eu e o Steve Stims vamos passar a visita-la mais seguidamente.
    Bjs,

    TJ

    Curtir

  3. Boas Doc., entra ano, sai ano é a mesma coisa.
    é de se indagar se para presidente da república, o máximo permitido é uma reeleição, pq para o COI e CBF, pode-se perpetuar no cargo?
    e Brasil viu..
    abração

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close