O Depoimento Do Professor Carlos Gomes Ventura Sobre O Estádio Do Pacaembu E Suas Utilização No Passado. Naquela Época, A Política De Estado Do DEFE Era De Massificar O Esporte.

Caro Beto, importantissima a lembrança do aniversário do Pacaembu.
Infelizmente nossa MÍDIA esportiva só fala de futebol.
No Pacaembu assisti quando garoto atletismo dos Jogos Pan Americanos, meetings após São Silvestre com
Kenneth Norris (INGLATERRA), Emil Zatopeck  ( CHEKOSLOVAQUIA) no dia Dia Independencia do Brasil as escolas faziam demostração de Ginastica Sueca no gramado com milhares de alunos, inclusive eu um garoto do Ginasio Anhanguera na Lapa ia entusiasmado  para o treino e apresentação da Ginastica, com nosso prof. educação Física Prof. Oto, recebiamos um guarana e um sanduiche.Hoje infelizmente não temos mais Educação Física para a garotada.Assisti e nunca mais esquecerei os atletas brasileiros disputando Meetings Internacionais na pista de carvão, uma das muitas São Silvestres terminou dentro do gramado do Pacaembu com vitória dos EEUU meu atleta foi 15 colocado. O atletismo sempre foi evidencia no Pacaembu com atletas ren omados
Bergonzoni,Carlos Mossa, Clovis Nascimento, Wanda dos Santos, a cultura esportiva do Brasil resume futebol e 
e ainda pensamos em ser um Pais Olímpico.
Nossa juventude necessita urgentemente de modelos esportivos, não poderemos jamais ser potencia Olimpica, quando nossos idolos são esquecidos pela imprensa em um momento tão importante como o aniversario Pacaembu, um monumento do esporte do Brasil
Um grande abraço do Carlão

Categorias olimpismo

5 comentários em “O Depoimento Do Professor Carlos Gomes Ventura Sobre O Estádio Do Pacaembu E Suas Utilização No Passado. Naquela Época, A Política De Estado Do DEFE Era De Massificar O Esporte.

  1. Que bom o blog, além da qualidade do autor, ainda percebe-se que tem excelentes pessoas que seguem e comentam.

    Curtir

  2. Carlos, também estudei no Anhanguera (65 a 72) onde a Educação Física teve nos anos 50, 60 e 70 grande importância. Todos os dias aconteciam 4 jogos (dois necessariamente de voleibol)entre classes na hora do recreio por iniciativa dos alunos.
    Um dado que espelha a transferência para os alunos o desejo de seguir carreira na Educação Física, é que no vestibular do Cescem (Fuvest ainda não existia) de 1973 para o curso de Educação Física da USP, 5% das vagas foram preenchidas por egressos do Anhanguera. Creio ser esse um percentual que dificilmente tenha sido atingido por outra escola.

    Curtir

  3. Fui injusto ao não declinar o nome dos professores da minha época no Anhanguera- Newton Lacerda, Pedro Henrique Camargo de Toledo, Judite Mercadante e Altair Noveletto.
    Com passagens, ainda na condição de estudantes de EF, também deram aula: Flávio Facca e Wilson Kohl Monteiro.

    Curtir

  4. Caro Alberto,

    Concordo com este passado glorioso do Pacaembu. Contei muitas destas histórias também no meu blog, para resgatar este complexo esportivo tão importante para a cidade e para tantas modalidades, não apenas para o futebol.
    Quando assumimos a Secretaria, em 2007, tomamos 3 importantes decisões referentes ao Pacaembu: Reformá-lo (campo e complexo esportivo), implantar o Clube Escola e tirar o Museu do Futebol do papel. Resultado: Investimos mais de R$6 milhões para melhorias no estádio e no complexo, instalamos o Clube Escola, contando com Centros de Excelência e o Museu do Futebol é hoje o 2º museu mais visitado da cidade (com investimento de mais de R$13 milhões da Secretaria de Esportes).
    Hoje, no complexo do Pacaembu, funciona uma estrutura de esporte de base que poucas cidades têm. Piscina olímpica, Clube Escola de Tênis e Centro de Excelência (revelando novos talentos), Polo Aquático, ginásio poliesportivo, pista de atletismo… Hoje, dezenas de corridas de rua e provas acontecem dentro e fora do estádio. Instalamos o Cine Clube Escola no Pacaembu, uma gigantesca sala de cinema para assistir a mais de 2 mil filmes. Durante a Virada Esportiva, o complexo recebe dezenas de eventos esportivos e de lazer.
    Ou seja, resgatamos a alma de um equipamento que foi construido para todos e para tantas modalidades, incluindo o futebol.
    Alberto, ainda há muito a se fazer. Eu defendo a modernização radical do Pacaembu para que ele cumpra na plenitude seu papel. Digamos que o trouxemos da década de 60 para os dias de hoje. Agora, precisamos empurrá-lo notadamente para o Sec XXI. Concorda?

    Um grande abraço,
    Walter

    Curtir

  5. albertomurray maio 2, 2010 — 1:43 pm

    Prezado Secretário Walter Feldman, obrigado pelo comentário. Acho, sinceramente, que sua gestão à frente da Secretaria foi boa e tenho dito isso por onde ando. Foi muito importante Você ter aberto as portas da Secretaria para a sociedade. Aquelas reuniões matinais, com sua presença, tiveram um significado muito grande. Também escuto, sempre, boas avaliações sobre sua atuação. Certo, agora temos que preparar o Pacaembu para o século XXI. Abraços. Alberto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close