“O Pensamento do Major”, Por Laurete Aparecida De Godoy.

Laurete Godoy

Em 5 de fevereiro de 2010.

 Meu caro Beto,

         Acabei de ler na coluna do Juca Kfouri, que o Comitê Olímpico Brasileiro não irá mais exigir a retirada de circulação do livro da Professora Kátia Rúbio, que utilizou no título a expressão “Olímpicos”. Muito boas falas!  Parabéns, Beto, por seu empenho e luta em prol dessa liberação. Parabéns para a ilustre educadora , que poderá mostrar ao mundo o produto do trabalho honesto, consciente e consistente que sempre a caracterizou 

         Sabemos que leis e regulamentos existem para serem cumpridos.  Por essa evidência e, pela oportunidade, peço licença para contar a você um fato que ocorreu lá pelos idos de 1977, um ano após eu iniciar minhas pesquisas olimpiônicas. 

         Se não ocorreram mudanças nestas três décadas, a Carta Olímpica é explícita: 

  • Os Jogos Olímpicos são propriedade exclusiva do Comitê Olímpico Internacional. 
  • Os Comitês Olímpicos Nacionais representam o COI junto aos Poderes Públicos e suas atribuições estão voltadas para o movimento olímpico.

Quando tomei conhecimento da proibição de uso de expressões consideradas “propriedade exclusiva do COI e preservadas pelos Comitês Nacionais Olímpicos”, tive oportunidade de perguntar sobre o assunto ao Major Sylvio de Magalhães Padilha, na época presidente do COB. Sabe o que ele respondeu?

 – “Como representante do Comitê Olímpico Internacional no Brasil, permito que as expressão sejam usadas, desde que o sejam para fins educativos, culturais e/ou por uma causa justa. Essa é  uma forma muito eficaz de ajudar na divulgação do Movimento Olímpico. Como eu poderia impedir ou usar a força da lei para impedir a realização da Olimpíada dos Imigrantes? Jamais! Além de ser uma bonita festa esportiva, cívica e cultural, o impedimento iria contrariar os mais elementares princípios dos Jogos Olímpicos.”

 Tenho certeza de que você ficará muito satisfeito em saber desse posicionamento do seu avô, por isso, fiz questão de contar. 

Porém, como dizia meu querido e sábio pai: CADA CABEÇA UMA SENTENÇA.

 Estou contente por saber que este fato lamentável, de repercussão internacional, teve um final muito feliz. Parabéns a todos que lutaram pela vitória do bom-senso e da justiça. Parabéns, Beto, você foi um bravo general.

                                               Laurete Godoy

Categorias olimpismo

Um comentário em ““O Pensamento do Major”, Por Laurete Aparecida De Godoy.

  1. Excelente testemunho de um fato histórico embora aparentemente simples e logico! De fato existe uma verdadeira ‘guerra’ com relação ao uso das expressões e marcas olímpicas cuja solução veio no final de 2014 com a emissão da Agenda Olimpica 2020 pelo COI. E este encaminhamento atual adota exatamente a interpretação do Presidente Padilha exposta há quarenta anos passados! Obrigado Laurete e Alberto.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close