O Presidente Roberyo Gesta De Melo Pediu-Me Para dar Ao Comentário Dele O Mesmo Destaque Que Eu Dei Ao Meu Artigo. Não Se Trata de Direito De Respota, Porque Não O Ataquei. Muito Pelo Contrário. Contudo, Justo É Dar O Destaque Que Ele Pediu-Me, Fazendo o Mesmo Para Todos aqueles Que Comentaram o Post. o Do Gesta Ainda Pus Em Negrito, Para Lhe dar mais Destaque Ainda. Leiam Todos.

8 Responses to “Roberto Gesta de Melo. Obs. : Vejam Nos Comentários Abaixo As Considerações Do Presidente da CBAt.”

  1. Wilson Klein Says:

    fevereiro 3, 2010 at 4:48 pm eAcompanho o atletismo. O Gesta já ficou muito tempo e tem que sair. Pouco fez pelo tempo que está nessa Confederação. Ele agora tem que ir cuidar lá das medalhas que ele compra, sei lá se com ou sem nota fiscal. Eu sou um corredor amador que gosta bastante do atletismo.

    Responder
  2. Nilson Duarte Monteiro Says:

    fevereiro 3, 2010 at 7:28 pm eOlá Alberto,

    Eu tenho que dar minha mão a palmatória, o Gesta nunca se furtou ao diálogo, quando deixam a gente falar com ele, pois as diversas vezes que eu liguei para CBAt tentando falar com ele, sempre me diziam que ele não podia atender e, a vezes que ele me atendeu, sempre foi de uma educação exemplar.
    Agora, quanto a ele ficar 25 anos a frente de uma Confederação, penso que não foi salutar para o atletismo, tanto é que a partir do dia que começou a entrar dinheiro no atletismo, a coisa não melhorou, e nos últimos anos até regrediu. Ganhamos uma medalha de ouro, depois de 24 anos, isso é muito pouco para a grana que entrou de 2000 pra cá. Resumindo, tá na hora, ou melhor, passou da hora dele dar lugar para outro. Ele até tentou sair uns anos atrás, mas a comunidade atlética representada pelos presidentes de federação pediram para que ele ficasse no cargo. Não sei bem qual foi o motivo para sua permanência, pode ser sua experiência para lidar com os meandros da comunidade internacional do atletismo, sei lá. Que venha a renovação e com idéias inovadoras para alavancar o atletismo nacional, que está caindo pelas tabelas.

    Responder
  3. fevereiro 3, 2010 at 11:38 pm eCaro Nilson, Vamos agora pensar adiante e virar a página do atletsmo nacional. Que venham os novos candidatos com novas proposas para debater. Anraços. Alberto.

    Responder
  4. Paulo Otávio de Albuquerque Medeiros Says:

    fevereiro 4, 2010 at 9:37 am eO atletismo brasileiro, precisa continuar avançando, com novos gestores, proposta e acima de tudo desepenho para o crescimento desta modalidade.
    Muito diferente a esta realidade esta a Confederação Brasileira de Triathlon, que tem a sua frete um gestor “insubistiuível” ditando da sua forma quem comanda suas federações e seus estatutos.
    Enquanto no triathlon seus atletas estão se disfiliando, buscando eventos terceirazados. E seus pequeninos atletas inciantes, tomando como responsabilidades a divulgação de seus fantasiosos projetos sociais. Outras modalidades esportivas como o atletismo e o remo, estão tentando serem democráticos em seus estatutos.
    Já é um bom começo, quando uma Confederação e Federação abrem as portas da participação de técnicos e atletas, descidirem em conjunto seus futuros.
    Parabéns pela reportagem Alberto.

    Responder
  5. albertomurray Says:

    fevereiro 4, 2010 at 1:24 pm eComentário do Presidente Roberto Gesta de Melo

    Prezado Dr. Alberto Murray: segue abaixo comentários do Presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, Roberto Gesta de Melo, a seu artigo, postado ontem (dia 3), em seu blog. Solicitamos a publicação do texto do Presidente Gesta. Atenciosamente, Benê Turco

    Dr. Murray,

    A caminho para reunião com o Presidente da IAAF e com os de todas as Confederações Continentais de Atletismo, no exterior, tomei conhecimento de seu artigo, publicado na mídia eletrônica, sobre questões relativas à
    Confederação Brasileira de Atletismo.

    A propósito do assunto, informo-lhe o seguinte :

    1. De fato, o Estatuto da CBAt foi alterado, recentemente, por intermédio de consulta às filiadas, permitindo o voto dos atletas medalhistas olímpicos e dos treinadores desses desportistas.

    O Estatuto, há mais de uma década, já permitia a filiação de clubes, agora delimitando esse vínculo, com acerto, aos cinco mais destacados do Troféu Brasil do ano anterior, pelo critério do mérito, como ocorre com os atletas.

    2. A mudança aprovada em relação aos votos dos treinadores deu-se para aqueles técnicos dos atletas vivos que passaram a integrar a Assembléia Geral da Entidade.

    O Professor Pedro de Toledo foi treinador do inesquecível João Carlos de Oliveira, já falecido. Na minha opinião, nada mais justo que nova proposição nesse sentido seja apreciada, no próximo mês de março, na Assembléia Geral da Entidade, já composta pelos 27 Presidentes de Federações Estaduais, 5 Clubes, 11 atletas medalhistas olímpicos e 4 treinadores.

    Há apenas um pormenor. Alguns anos atrás, o Professor Pedro de Toledo desligou-se de atividades na CBAt e, inclusive, devolveu o seu Título de Benemérito da Entidade. Assim, penso ser compreensível que, para levar esse
    ponto à soberana decisão da Assembléia Geral, a CBAt deva receber alguma manifestação do referido Professor sobre o seu interesse no caso. O que terá de ser efetuado neste mês de fevereiro, pois a Assembléia se dará nos
    primeiros dias de março.

    3. Pelo menos por duas vezes, anteriormente, levei a questão da limitação de mandatos à apreciação da Assembléia Geral da CBAt, que decidiu não acatar a medida. Na convocação da Assembléia irá constar novamente da pauta esse item. Evidentemente quaisquer outras restrições serão discutidas, incluindo a proibição de candidaturas de parentes etc.

    4. É verdade, também, que pretendo dedicar-me mais à área internacional do Atletismo, principalmente com os grandes desafios dos Jogos Olímpicos RIO 2016. Esse relacionamento do Atletismo brasileiro com os diferentes órgãos fora do país exigirá esforços redobrados. Além disso, estou coordenado uma série de publicações, com a participação de mais de uma centena de especialistas mundiais, sobre a história do olimpismo.

    Essa é uma vontade de cunho pessoal. Na verdade, não temo oposição, que considero salutar. Se algo pode me animar é exatamente a possibilidade de um confronto de idéias para que a comunidade atlética nacional possa avaliar propostas reais, baseadas no conhecimento e respaldadas pela experiência histórica, com vistas voltadas para o futuro. E que melhor colegiado para aferir o que lhe convém do que a atual composição da Assembléia Geral da Confederação.

    5. A CBAt, nos últimos anos, transformou-se de uma Entidade que funcionava em duas salas, sem patrocinadores, endividada e com estrutura extremamente precária, em um órgão que possui patrocínios de um grande Banco Estatal, Governos Estaduais, Entidades privadas, Rede de TV, e assim por diante, com brasileiros e estrangeiros vinculados à Confederação em cerca de 20 cidades. Com vários Centros de Treinamento em funcionamento e outros mais a inaugurar.

    Nosso patrocinador oficial, do qual temos o maior orgulho, sabe do assédio que temos tido de concorrentes.

    Para gerir essa estrutura relativamente complexa, temos tido a participação cada vez mais crescente de Federações Estaduais, Clubes, atletas e treinadores, que conhecem os mecanismos de funcionamento da
    instituição. Sem dúvida, todos estão preparados para uma nova gestão participativa, sem predomínio do individualismo, mantendo a unidade do Atletismo brasileiro, com a discussão democrática e aberta de todos os
    assuntos e o acatamento à vontade da maioria, representada pela comunidade em todos os seus segmentos.

    Atenciosamente.

    Roberto Gesta de Melo – Presidente da CBAt

    Responder
  6. Dr. Cláudio Pacheco Says:

    fevereiro 4, 2010 at 1:37 pm ePrezado Dr. Alberto Murray Neto, como médico que dá suascorridas, acho que o comentário acima do Dr. Roberto gesta de melo é de quem na realidade não quer sair. Quer ser ungido pelas massas e fazer o “Dia do Fico”. Bom que ele realmente cumprisse com sua palvra e deixasse o posto. Uma medalha de ouro em mais de vinte anos é nada.

    Responder
  7. paulo murray Says:

    fevereiro 4, 2010 at 4:36 pm ePrecisa avisar o Sr. Gesta, que o tal projeto sobre olimpismo que ele quer fazer, nao pode ser executado. pelo menos de acordo com o que pensa o ditador do COB

    Responder
  8. W. Souza Says:

    fevereiro 4, 2010 at 11:48 pm e1 – Duvido que o Sr. Gesta vá deixar a mamata, a não ser que tenha alguma outra coisa já engatilhada. Quem fica 25 anos no poder tem sede de ser ditador e não reconhece que há gente melhor do que ele.

    2 – Isso aí que ele fica porque as federações querem, nós todos sabemos que é hi´stória para boi dormir. Ele atua nos bastodres para ir ficando como se fosse o grande mártir do atletismo.

    3 – uma medalha de outro nesse tempo todo mandando é uma droga.

    4 – quero ver se ele tem coragem de assinar um documento e colocar no cartório que vai afastar-se.

    5 – ele queria por o filho dele lá. A família já trabalha toda na Confederação, cuidando do dinheiro e das coisas mais importantes.

    6 – o atletismo inteiro quer saber quem compra aquelas coisas que ele guarda lá com ele, medalhas. Se tiver eleição secreta e se cada atleta tiver coragem de dizer ele não ficaria tanto tempo.

    ass.: pessoa do atletismo.

    Responder
Categorias olimpismo

Um comentário em “O Presidente Roberyo Gesta De Melo Pediu-Me Para dar Ao Comentário Dele O Mesmo Destaque Que Eu Dei Ao Meu Artigo. Não Se Trata de Direito De Respota, Porque Não O Ataquei. Muito Pelo Contrário. Contudo, Justo É Dar O Destaque Que Ele Pediu-Me, Fazendo o Mesmo Para Todos aqueles Que Comentaram o Post. o Do Gesta Ainda Pus Em Negrito, Para Lhe dar mais Destaque Ainda. Leiam Todos.

  1. …digo mais a respeito do triathlon; trata-se de uma gestao que ja dura mais de decada, sem nenhum resultado expressivo e releases de midia produzidos sem nenhum rigor editorial; sem desmerecer os atletas, as metodologias aplicadas pela equipe da confederacao sao da decada de 70; nao ha metodologia moderna e a gestao nao forma nenhum atleta que tenha um resultado top 50 numa prova de nivel A; o triathlon foi incluido no programa olimpico em sydney; de la p ca, o investimento foi crescente, e os resultados inversamente proporcionais; esta na dos veiculos de comunicacao manipulados por uma sociedade ridicula que pratica o esporte mostrarem a verdadeira realidade; FORA FROES; FORA WILCH; FRED; FORA MPR; o esporte esta atrasado pela postura de czar incompetente de vcs…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close