O Rio 2.016, O Humor E Os Processos da Patota Olímpica.

O brasileiro faz blague com tudo. Nada passa sem humor, sem piada. Principalmente o bem humorado povo carioca, sempre inspirado, dá graça até mesmo às maiores desgraças. Com relação aos Jogos Olímpicos Rio 2.016, a coisa não tem sido diferentes. São muitas as charges que têm circulado na internet, publicadas em jornais, revistas e os comentários gracejantes feitos pelos humorístas e pelo povo. Jô Soares tem feito comentários engraçados, simulando os gringos turistas perambulando pelas rua do Rio durante os Jogos Olímpicos. Por exemplo, diz ele na televisão, simulando acentuado sotaque norte americano.

“Senhor, esse nota de dinheira de 15 mil Reais que me deram de troco é  verdadeiro”;

Ou

“Senhor Policial, eu não querer pagar esse senhor porque não saber antes que essa mulher era homem.” ;

Ou, ainda

“Senhor, o que ser bala perdida. Eu achar um.”

Há também os chagistas que fizeram as argolas olímpicas e um sujeito em desabalada carreira, olhando de lado, surrupiando uma delas. Ou os símbolos olímpicos em formato de ralos, por onde escoam cédulas e mais cédulas de dinheiro público. Há muitas outras charges que se relacionam de forma irônica aos Jogos Olímpicos do Rio 2.016. Basta procurar e divertir-se.

A TV Globo, no seu programa humorístico Casseta e Planeta, sugeriu alguns mascotes, dentre eles um belo bichinho de pelúcia que chamaram de “Balinha Perdida”. Aliás, o programa passado dos Cassetas, apresentado em horário nobre da Globo, dedicou sua maior parte à esculhambar, com fino humor, os Jogos Olímpicos Rio 2.016.

Um Jornalista fez talvez o melhor dos comentários, publicado no Blog do grande Juca Kfouri: “Na China fizeram o Ninho de Pássaros. No Rio vão fazer o Ninho de Ratos.”

Até o Cristo Redentor, de novo, não escapou das gozações. Basta procurar no google e verão que somente com relação ao cristo há mais de 1.000 charges diferentes, publicadas em vários meios de mídia.

O humor ferino faz parte da personalidade do brasileiro. Sabemos que os nossos próceres olímpicos piscam de raiva ( e sacodem a cabeça feito uma máquina de escrever) quando se deparam com qualquer tipo de crítica, mesmo essas humorísticas, Às vezes muito mais contundentes, refinadas e que pegam no ponto.

Mas o que fará a patota olímpica? Caso preocupe-se em processar cada um que tem feito graça às custas da escolha do Comitê Internacional Olímpico, não lhes sobrará tempo para mais nada. Começariam processando figuras públicas como Jô Soares, os Cassetas e a Rede Globo de televisão, o Jornalista Hélio Fernandes, Ziraldo, Jaguar, Millôr Fernandes, Augusto Nunes,  apenas para citar alguns nomes de peso? Processariam o Jornalista Fernando Victorino do genial comentário do “Ninho de Ratos” ? Se forem processar apenas um, por coerência, teriam que processar a todos. Teriam que fazer uma busca na internet e ajuizar demandas contra milhares de brasileiros que, a seu jeito, estão tirando sarro da escolha olímpica. Já pensaram o Ministério Público, a pedido da patota olímpica brasileira, com seus escaninhos cheios de charges, vídeos, artigos, ensaios críticos ao Rio 2.016? Não sobraria aos nossos Doutos representantes do Ministério Público tempo para mais nada, a não ser analisar a conduta dos críticos do Rio 2.016. Além do que os processos seriam, com toda probabildade, improcedentes, porque os democráticos Magistrados brasileiros tendem a não coibir a liberdade de expressão e a críticas, principalmente quando são feitas sob a égide do humor saltar, da ironia fina e elegante.

Os organizadores dos Jogos Olímpicos têm que aprender a conviver com a democracia. Vão ter que engolir piadas, críticas, gozações e paulada de todo tipo. Se assim não o fizerem, darão mais uma demonstração de intolerância democrática e ganharão, ainda mais, a antipatia do povo brasileiro.

Categorias olimpismo

Um comentário em “O Rio 2.016, O Humor E Os Processos da Patota Olímpica.

  1. Nilson Duarte Monteiro outubro 19, 2009 — 7:19 pm

    Olá Alberto,

    Disseram que v~~ao contratar a Vanusa para cantar o hino nacional na hora da abertura das Olimpíadas. Vai ser uma loucura a vanusa cantando o hino no Ninho de Ratos ao lado do Balinha Perdida.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close