As Explicações Para O Fracasso. Texto do Jornalista José Cruz.

Por José Cruz

http://blogdocruz.blog.uol.com.br/ 

23/08/2009

Quais as explicações?

      Fora do ranking dos 32 primeiros países do Mundial de Atletismo, as autoridades do esporte nacional precisam repensar, urgentemente, sobre os rumos do setor.

      Principalmente porque, trata-se de um país com pretensões olímpicas, com população numerosa e fartura de recursos humanos e financeiros.

      O ministro do Esporte, Orlando Silva, deveria convocar uma reunião urgente do Conselho Nacional do Esporte para avaliar os planos do esporte, como um todo, e o atletismo e a natação em particular.

      As comissões de Esporte da Câmara dos Deputados e do Senado Federal deveriam suspender as pautas das reuniões da próxima terça-feira e convocar os presidentes das confederações afins e do Comitê Olímpico Brasileiro para explicarem sobre os vexames no atletismo e natação.

      Da mesma forma, a Frente Parlamentar do Esporte, que reúne deputados e senadores para defenderem projetos de leis do esporte, também deveriam investigar sobre os rumos do dinheiro do esporte.

      O Conselho Nacional de Atletas, não o dirigido pelo COB, mas o que tem Lars Grael e Magic Paula como expoentes deveria ser reativado para dar sua contribuição ao esporte nacional.

      O Fórum Nacional de Secretários de Esportes deveria se reunir urgentemente com o mesmo objetivo e indagar se a candidatura olímpica do Rio de Janeiro é, de fato, prioridade esportiva do país.

      O Tribunal de Contas da União deveria apressar a apresentação dos relatórios finais com os gastos do Pan-2007, para que se constate se somos, mesmo, péssimos gestores do dinheiro público.

      Como se observa, não faltam instituições de esporte. Falta, repetimos, um plano de desenvolvimento – para não dizer uma política integrada de governo, separando muito bem o esporte educacional do profissional.

      E dinheiro? Só a Caixa Econômica Federal repassou R$ 64,3 milhões à Confederação Brasileira de Atletismo, nos últimos nove anos. R$ 13,5 milhões só em 2009. E o dinheiro das loterias, via Comitê Olímpico, média de R$ 2,5 milhões anuais? É muito, é pouco?

      Enfim, é preciso explicar essa matemática do fracasso.

Categorias olimpismo

2 comentários em “As Explicações Para O Fracasso. Texto do Jornalista José Cruz.

  1. Luis Alberto Freitas agosto 25, 2009 — 8:28 pm

    Olá Alberto,

    Só tenho que dizer com muita tristeza. Infelizmente o fiasco no atlestismo já era para acontecer. Não temos um planejamento visando o presente e o futuro. Apenas queremos resultados.
    O pior é no triathlon que se descobre talentos sem capacidades e apagam os que tem a capacidade.
    ISSO É UM ALERTA PARA O ESPORTE OLÍMPICO BRASILEIRO.
    CAROS DIRIGENTES APRENDAM A ACERTAR O ESPORTE DE RENDIMENTO E FAZER CRESCER O FUTURO. CASO CONTRÁRIO INFELIZMENTE VEREMOS OS RESULTADO.

    Curtir

  2. Boa noite,

    Talvez este seja o Legado Rio 2007, imaginemos qual será do Rio 2016 se essa candidatura continuar…

    O fracasso também se apresentou no Judô brasileiro ficando na 28 posição no mundial de Roterdã.

    O que mais me incomoda é que em Londres aparecerão alguns resultados fruto de dedicação e talentos individuais, e como sempre nossos cartolas mascararão todo sua incompetência e …

    abraços

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close