Milton Leite, Jornalista Da Sportv, Analisa A Falta De Uma Política Esportiva No Esporte Nacional, No Jornal O Estado De São Paulo De 02 de Agosto De 2.009. Cliquem Duas Vezes Em Cima Da Matéria Para Ler.

jornal

Categorias olimpismo

11 comentários em “Milton Leite, Jornalista Da Sportv, Analisa A Falta De Uma Política Esportiva No Esporte Nacional, No Jornal O Estado De São Paulo De 02 de Agosto De 2.009. Cliquem Duas Vezes Em Cima Da Matéria Para Ler.

  1. Concordo plenamente, somente que está incompleta a análise, ele deveria citar a importancia da midia da qual ele faz parte ! É só futebol nos canais de TV !!!! Esta é uma politica esportiva correta?
    Acho que não, é mais um elo da falta de mentalidade esportiva do nosso pais, não é um problema exclusivo das confederaçãoes, ou COB, todos tem culpa.

    Curtir

  2. Celso, ai rolou um equivoco da sua parte. A TV mostra o que interessa ao povo, ao que interessa ao bolso dela. E o que interessa o povo ahn? Se ler e prestar atenção na matéria entenderá quando O próprio Milton “cutuca” a TV quando fala dos ginásios as moscas devido a falta de interesse. Temos como exemplo o basquete, é um esporte de certa grandiosidade mas esquecido no brasil até ano retrasado mais ou menos, fruto de uma semvergonhice sem tamanho que assombra essas porcarias chamadas confederações. A efeito de comparação, o Alberto Bial está treinando a seleção de baskete do Joinville (minha cidade) e está fazendo muito mais do que apenas treinar. Bom, aproveitando o lado global da familia ele é reconhecido nas ruas. Mas ele tá usando isso pra cativar um publico para sonhar com o esporte. Ele vai com os jogadores de escola em escola e pára colégios com 500 a 1000 alunos do ensino fundamental para mostrar baskete. E grandes bosta! Pois é, procure se informar sobre a renda no ginásio do Joinville nas partidas, se não foi o melhor/maior em numero, com certeza estava com 80% de lotação em cada partida. E muitos eram essa meninada das escolas, e não era de graça o ingresso não! E nas escolinhas? Piazada querendo jogar baskete! São simples atidudes que nascem isoladas que o governo/confedereções precisavam investir. Simples para os racionais. Abraço

    Curtir

  3. Caros, o debate é bom. Quero dizer que trabalho num canal de esportes que mostra todas as modalidades. Até de esportes de inverno. E basta ver a tabela de audiência para perceber, concordando com Dudu, que o futebol é preferido pelas pessoas, não pelo canal. Minha tese é que se esporte fosse ensinado nas escolas, as pessoas teriam mais cultura esportiva e as audiências de todas modalidades obrigariam as tvs abertas (talvez Celso se refira a elas) a mostram outros esportes. É assim que funciona. As tvs abertas, em geral, mostram o que as pessoas querem ver, pois dependem das audiências para vender comerciais, para sobreviver. Mais cultura esportiva significa mais gente nos ginásios, mais gente na frente da TV vendo esporte, mais gente consumindo tudo relativo ao esporte, porque só uma minoria chegará ao esporte de alto rendimento. Obrigado ao Alberto pelo reprodução do meu texto e aqueles que estão debatendo o que está escrito.

    Curtir

  4. pelo que foi noticiado, a família Cielo já se bandeou para o lado do COB. Não tiveram as mesmas convicções de outrora. No final, todos acabam de entregando.

    Curtir

  5. Concordo que as pessoas gostam de futebol, eu também!
    Evidente que o esporte nas escolas é que é a maneira correta de se desenvolver uma mentalidade esportiva, mas me desculpem, não é possivel que a maioria do tempo TODOS os canais a cabo que se dizem de “esportes” a os abertos passem futebol ao mesmo tempo! Sou assinante de canais a cabo e é isto o que acontece. São canais de futebol, isto é inegável.
    Pergunta basica, o volei se desenvolveu porque apareceu na tv ou não?? A resposta para este debate está nesta pergunta. Fui atleta de alto rendimento em voleibol, e NUNCA aparecia nas tvs.
    Como fazer para que o pais se desenvolva esportivamente se as modalidades não aparecem na midia?
    Como se desenvolver esportivamente se nem os comentaristas de tv´s que se dizem especializadas em esportes não conheçam praticamente nada alem de futebol, que na minha opinião muitos nem isto conhecem bem?

    Curtir

  6. Eu venho de um esporte minúsculo: o badminton. Sou o atual presidente da federação do RJ e enxergo exatamente o que o Milton Leite colocou em seu texto: falta de investimento no esporte de base para se criar uma cultura esportiva.

    No futebol, temos isso bem claro. O torcedor não vai ao estádio para ver um jogo de futebol. Ele vai para ver seu time vencer. Não é gosto pelo esporte, é o gosto pela vitória.

    Não acredito que transmissões pela TV sejam a solução, sem antes se criar a cultura esportiva desde a escola. Quem pagaria hoje para ver um campeonato de badminton na TV? Mesmo de graça, alguém pararia para ver? Talvez, só os gatos pingados que praticam o esporte. E as TVs precisam de audiência. É o público que faz isso.

    A escola é o caminho. Mas somente se houver uma política pública. Nós temos tentado entrar em escolas e em alguns casos obtemos sucesso.

    Mas escolas públicas nem sempre têm recursos e não conseguem comprar material, muitas vezes pedem doações a nós. O detalhe é que a federação não tem recurso, não tem patrocínio, não tem apoio algum, a não ser o dinheiro que nós tiramos do próprio bolso para não deixar morrer. Então, também não conseguimos ajudar muito.

    Em escolas particulares, o problema é de conquistar um espaço, já ocupado por futebol, vôlei, basquete e handebol, que a maioria das escolas ainda não enxerga que é possível ser ocupado também por dezenas de outras modalidades. Nas poucas que já enxergam isso, vemos resultados extraordinários, até mesmo recuperando crianças que já não tinham mais interesse nas aulas de educação física, melhorando seu estímulo e até mesmo as notas em outras disciplinas.

    Curtir

  7. Se é pai, cultive nele o esporte na base.
    Se não é, adote uma escola e vá dar umas orientadas pra criançada. Hoje no Brasil não espere nada pronto.

    Eu não sou o melhor exemplo, estraguei meu joelho 3 anos atrás e ainda não tive tempo pra me recuperar, mas faço minha parte influenciando criancinhas hehehe

    Curtir

  8. Ricardo, é isto mesmo, escola é a saida, mas lembre-se em virtude da falta desta mentalidade esportiva brasileira, milhões de crianças brasileiras nunca conheceram a sua modalidade, mas jogo de poquer tem um monte de horas nas tvs a cabo ditas de “esporte”!!!!

    Curtir

  9. Celso, isso é verdade. Jogo de pôquer com comentarista e tudo. E não temos pôquer nas escolas.

    Realmente é uma pena não vermos, um pouquinho que seja, de badminton, tênis de mesa, esgrima, tiro com arco… Só de 2 em 2 anos.

    Curtir

  10. Adorei esse site vou indicar para meus amigos, Para quem gosta de discussões sobre futebol pode acessar o http://www.futebolforum.co.cc

    Curtir

  11. no encuentro nada milton deite pofa ayudenme para acer tareas

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close