Eu Sou O Culpado !

Pronto. A patota olímpica brasileira já achou alguém para despejar as razões da derrota que certamente advirá em outubro, no que tange à pretensão carioca de sediar os Jogos Olímpicos de 2.016: O Dr. Alberto Murray Neto. Hoje tive acesso ao inteiro teor da petição protocolada na Delegacia de Repressão A Crimes na Internet. Pasmem. A petição, dentre outras coisas, me acusa de criminoso cibernético em razão de que meus escritos atrapalham a candidatura do Rio de Janeiro aos Jogos Olímpicos de 2.016. É isso mesmo. A Cidade deixará de ser Maravilhosa por minha causa. As favelas voltarão ao mapa por minha culpa. Acusam-me de escrever a membros do Comitê Internacional Olímpico (“CIO”) promovendo a anti-candidatura. Nunca me senti assim tão poderoso, glorificado.

De fato escrevo aos membros do CIO e não escondo isso de ninguém. Publico no Blog que escrevo a eles todos. Ocorre que não minto quando mando minhas cartas. O que eu remeto ao colégio eleitoral são apenas recortes de jornais e revistas, mapas do google, dvd’s de programas televisivos, decisões do TCU, para que eles próprios tirem as suas conclusões. Se a trupe olímpica nacional acha que vou parar de expressar a minha opinião com liberdade, está rendondamente enganada.

Aliás, como exceção de um, não achei qualquer outro Blog na internet que elogie a candidatura Rio 2.016, o Co Rio , o Comitê Olímpico Brasileiro e o seu atual presidente. Há vários outros sítios na internet, muito melhores e mais contundentes que o meu, de gente muito mais importante, que senta a lenha nessa turma toda. Mas sou eu e somente eu o objeto do Inquérito. É a mim que eles amam.

Um dos Advogados que subscrevem a petição é o Dr. Sérgio Mazzilo. O outro eu não lembro o nome. Não tenho nada contra eles. Como Advogado que também sou, entendo que eles estão apenas exercendo o seu ofício. Nunca tinha ouvido falar deles até que, em Pequin, enquanto o Brasil levava um coro da Argentina na semi final do futebol,  na hora do intervalo, um camarada sentado a umas três fileira na minha frente levanta-se e começa gritar, de forma exuberante, patriótica, segurando na mão direita uma camisa canarinho;” Vamos lá Thiago, O Fluminense. Vamos lá.” Dirigia-se ao zagueiro Thiago Silva, que jogava pela seleção olímpica. Tentava inflamar o nosso zagueiro. Belíssimo gesto. Tamanho foi o rompante patriótico do brasileiro que, curioso, indaguei a quem estava ao meu lado de quem se tratava. “Esse é o Sérgio Mazzilo, Advogado do COB”. Essa foi a única vez que o ví e primeira que dele ouvi falar. Também no intervalo, em pé, nas escadas, absolutamente ao meu lado, uma outra moça simpática, bem vestida e devidamente credenciada pelo nosso Comitê dizia ao nosso vizinho: “Eu sou a Advogada do COB”.

Ou seja, mutatis mutanti, o COB levou a Pequim dois Advogados do mesmo Escritório, devidamente credenciados. Se tiveram muito trabalho, se era necessário haver dois causídicos, quanto cobraram de honorários profissionais, quem pagou suas passagens, alimentação e hospedagens, são perguntas que devem ser feitas. Não que eu queira me intrometer na relação cliente advogado de terceiros. Mas, sim, porque estamos falando de coisas públicas, de homens públicos, de fatos notórios e, mais importante que tudo isso, de dinheiro do povo, que sustenta o Comitê Olímpico Brasileiro. O que é público, ex lege, não deve ser escondido.

Também vale a indagação se os Advogados do COB, por mais nobres que sejam, foram contratados como claramente obriga o artigo 4º do Decreto que regulamenta a Lei Piva, isto é, por meio de licitação pública. Por isso que, hoje, encaminhei ao Ministério Público Federal cópia da notificação extrajudicial que recebi e de minha resposta, para que aquela Douta Instituição, na Capital Federal, também inclua esse ponto da contratação de Escritórios de Advocacia em suas investigações.

Uma outra nota curiosa. Na procuração ad judicia et extra que o Nuzman outorgou ao Escritório do Dr. Mazzilo, publicada neste Blog, ele está qualificado da seguinte forma: “ora de passagem pelo Brasil”. (Vejam lá, alguns posts abaixo. Leiam também a minha resposta). Há três hipoteses a considerar: (a) eles se equivocaram ao minutar o documento; (b) o Czar mudou mesmo de País depois que os relatórios do TCU começaram a ser publicados; ou (c) o Escritório acertou mesmo na mosca, pois o presidente do COB passa mesmo mais tempo viajando do que cuidando do Comitê, haja vista que todos os Convênios de repasses de dinheiro público são firmados pelo presidente em exercício Andre Gustavo Richer.

Nunca me senti tão poderoso. O homem que vai derrotar o Rio Olímpico.

Vai lá Thiago, vai lá. O Fluminense! Quisera eu ter esse ideal patriótico.

Categorias olimpismo

17 comentários em “Eu Sou O Culpado !

  1. Continue este belissimo trabalho que você está fazendo Alberto Murray. Demonstro meu total apoio a você!

    Curtir

  2. Ninguem quer que a Olimpiadas sejam realizadas no Rio de Janeiro. Todos sabemos que o Brasil precisa de cuidar de sua saude, educacao, moradia etc antes de pensar em sediar uma competicao em que se gasta bilhoes. Eh uma grande mentira tentar vender a populacao que as Olimpiadam trariam muitos beneficios ao pais. MENTIRA! Alguem poderia calcular o que poderia ter sido feito com o dinheiro ja gasto nessa propaganda ridicula Rio 2016? Nao esquecam de contabilizar o resto. Quantas escolas poderiam ter sido construidas? Quantas pessoas poderiam ter sido movidas de favelas para lugares mais digno? Quantos hospitais poderiam ter sido construidos? O que poderia ter sido construido com o dinheiro “gasto” no Pan do Rio? Isso eh um absurdo! Vamos criar um website “OLIMPIADAS NAO” e deixar que as pessoas insiram suas assinaturas, para ficar cada vez mais claro para o mundo que nao queremos que a Olimpiadas sejam realizadas no Brasil. OLIMPIADAS NAO! Trabalho e dinheiro aplicado para resolvermos os problemas do Brasil, sim!!!! OLIMPIADAS NAO!!!

    Curtir

  3. Nilson Duarte Monteiro junho 21, 2009 — 5:01 pm

    Fala Alberto,

    Eheheheheheh, Cê não vai me deixar ver as Olimpíadas de perto. Seu espírito de porco.

    Esses caras do COB estão na profissão errada, deveriam ser cômicos.

    Curtir

  4. Maria Lucia Mansur Camargo junho 22, 2009 — 2:20 pm

    Parabéns pela brilhante matéria!
    Infelizmente em nosso pais é assim, querem abafar as falcatura para sociedade e quando isso vem a tona, colocam o rabinho por trás das perna e dissem que é culpa sua. É uma piada a gestão esportiva no Brasil!
    Eles acham que só você que sabe disso, conheço muita gente pequena que já sabe de tudo e não é através do seu brilhante trabalho, mais sim dentro das próprios orgãos públicos esportivo, por que muitas informações erradas é igual laranja podre, quando sais apodrece a todos e se espalha igual a um vírus.
    E VIVA O RIO 2016, KKKKKKKKKK!!!!! VAMOS JOGAR DINHEIRO FORA GENTE!!! É PÚBLICO!!! NINGUÉM VÊ, NINGUÉM FISCALIZA!!!

    Curtir

  5. riodejaneiro2016 junho 22, 2009 — 5:11 pm

    Alberto,

    Para as coisas ficarem claras, você só precisa dizer tudo sobre suas motivações. Por que razão você envia dossiês para membros votantes do COI? Se você acredita tanto na derrota do Rio, por si só, não seria uma candidatura suficientemente fraca, sem a necessidade de suas ações contrárias? Fica parecendo que você está investindo tudo para que se confirme uma aposta sua, de que o Rio saíra derrotado. Fica a sensação de que você acha que o Rio ainda tem uma chance e que você fará de tudo para que não se confirme isso.

    É só porque parece-me estranho, mas tenho certeza que você tem uma explicação.

    Porque também penso na candidatura do Rio como um nixo de oportunidades. Não só para os cartolas, mas que pode ser um agente transformador. Não fosse essa idéia, não haveria razão para você caminhar ao lado do olimpismo (como o faz, acompanhando in loco os Jogos que já passaram). Conheço pouco do exterior, mas ainda não tenho essa ideia de que o Brasil se curvará. Parece-me que você está dizendo o tempo todo para que não dêem essa chance ao Rio, porque não é um povo confiável.

    De resto, nem precisa dizer que sua organização presta sim serviço, quando aponta as irregularidades num ambiente tão propício, quanto o esporte. Talvez, o mais curruptível do mundo. E não estou só falando de Brasil.

    Renato Pena

    Curtir

  6. Lucas Mendonça Azevedo junho 22, 2009 — 5:57 pm

    Pobres Gestores do Esporte Olímpico Brasileiro, infelizmente eles estão se achando imbatíveis e verdadeiros ditadores do dinheiro público. Um dia a casa vai cair. O povo ta cobrando, a leis vão mudar e a fiscalização vai aumentar. Não vai demorar, ai quero ve ficar criando produtos imaginários no esporte olímpico brasileiro.
    Quero ver só se o Comitê Olímpico Internacional é doido de deixar sediar uma olimpidada na guerra urbana do Rio de Janeiro. Já estamos pagando muito com o dinheiro público os projetos inventados.
    Pode contar comigo, vou divulgar seu blog e mostrar para quem puder a vergonha desta gestão esportiva com o dinheiro público. Parabéns!!!

    Curtir

  7. Imagine se o Iraqui estivesse pleiteando hoje uma olimpíada em Bagdá: Bagdá 2016. Imagine se o Comitê Olímpico daquele país ficasse providenciando relatórios, apresentações e coisa que o valha para dizer que Bagdá tem de tudo, hotéis, hospitais, infraestrutura de primeira, etc, etc, etc. Pois é, uma Olimpíada no Rio é tão absurdo quanto seria a realização de uma Olimpíada em Bagdá. Quem acredita na viabilidade e na seriedade disto deve acreditar em duende, em fauno, no minotauro, no saci-pererê, na honestidade do Marcos Valério e, principalmente, nas palavras “desvio” e/ou “superfaturamento”. Abraços, Eduardo

    Curtir

  8. Olá Alberto. Tomei a liberdade de citá-lo em meu blog, e usar o link do seu espaço em um dos meus posts. Se não aprovar entenderei. Admiro a sua luta! Não desista!

    Daniel Mundim

    Curtir

  9. Típica ação facista, quando estiveram em Pequim devem ter aprendido muito com os chineses no quesito espionagem e repessão.
    Se você comprovar que os advogados foram contratados sem licitação pode até inverter o jogo e seus coleguinhas perderem a habilitação para trabalhar, além de, é claro, formalizar mais um processo na pilha que existe contra o COB.
    A sua luta é a de todos os cidadãos honestos que clamam por justiça nesse país de impunes.

    Curtir

  10. …qdo é que alguem vai ver culhoes de produzir um programa documentario-investigativo como o do brasil olimpico, sobre o sistema federativo de esportes no brasil p retratar, como tanto dinheiro é mal aplicado numa nacao de centenas de milhoes de talentos desperdicados dia a dia?????

    Curtir

  11. acorda renatoo!!!
    vc entende de esporte??
    …vai ver como o chamando legado do pan, que politico fala tanto esta sendo usado??
    vai tentar falar com a federacao do seu esporte e
    ver que tipo de apoio eles te dao….
    …assiste brasil olimpico uma candidatura passada a limpo; ve se isso desperta em vc um pouco de etica e profissionalismo; o que ta faltando em todo esse setor apoiado inclusive pelos deputados e senadores!!!!!
    waaake uuup!!!

    Curtir

  12. riodejaneiro2016 junho 24, 2009 — 4:51 pm

    Não se preocupe comigo.
    Tenho acesso à informação, infelizmente. Leio esse blog e, sim, já assiti ao tal documentário da ESPN. Sei do legado do Pan e percebo os interesses políticos, tão escondidos quanto não publicados. Maior ou menor grau, há corrupção no esporte, como um todo, mais que em qualquer outra área, talvez porque seja considerada uma vertente de segunda linha. Neste país, esporte não é levado a sério. No passado, foi apontado como bode expiatório para o atraso político dos tempos da ditadura. No fundo, ainda é usado de forma política.

    Talvez por isso, a corrupção, no meio, é latente. Mais reveladora, no Brasil, com certeza, mas sabemos que os outros países não estão imunes ao toma-lá-dá-cá. Salt Lake City foi um escândalo. O legado de Montreal é das piores vergonhas do movimento olímpico. Mesmo Barcelona mantém, a duras penas, o seu complexo olímpico que vi de perto e sei que passará por maus bocados, com a saída do Espanhol (time da primeira divisão da Liga Espanhola), que constrói sua nova arena, nesse momento, e deixará de usar o belíssimo Estádio Olímpico (que alugava, até então).

    Mas Barcelona não esconde o orgulho de ter erguido sua face turística com o advento olímpico. Na ponta do lápis (e muitos já fizeram essa conta) o resultado só fez motivar toda a corrida que se seguiu para se sediar uma Olimpíada. A cidade espanhola, que tinha outra cara, antes da missão bem sucedida de Saramanch, se divide em antes e depois de 92 (sobre legado e as tais contas de Barcelona, leia mais em “Leitura Econômica dos Jogos Olímpicos: Financiamento, Organização e Resultados”).

    Cheguei a dizer, acima, que este blog tem a contribuição de denunciar e o faz, parece-me, com a eficiência de alguém contratado para auditar. Daí, meus questionamentos sobre as motivações do advogado Alberto Murray, filho do ex-presidente do COB. Parece-me mais uma disputa pela cadeira hoje ocupada pelo Nuzman.

    Então, fico pensando se há isenção suficiente para tratar de assunto que divide opiniões.

    Por aqui, todos têm vocação para dizer que o país não pode receber os jogos, que o Rio não está preparado. “Tem tiroteio na Linha Vermelha todos os dias”, dizem. “Temos outras preocupações”, repetem. Daí, vem o presidente do COI, Jacques Rogge, e diz, mais de uma vez, que todas AS QUATRO CANDIDATAS ESTÃO APTAS a receber os Jogos e fica a sensação de que o olhar de fora, do Rogge, ou é enganado ou está sendo manipulado pela “corja” do Co-Rio.

    É o establishment, afinal de contas. Se o Rio for escolhido, será porque a cúpula do esporte mundial o quer, percebendo que pode ser uma grande oportunidade de faturamento e ampliação de poder.

    Agora o que fica nebuloso é o fato de que o sentimento de muitos brasileiros (alguns que circulam por aqui) é o de que o carioca NÃO PODE TER ESSA CHANCE. NÃO MERECEM, PELA CONDIÇÃO DE BRASILEIROS.

    E fica outra pergunta: Algum dia, o Rio terá capacidade de sediar os Jogos? Daí, dirão que sim, após uma completa reforma política.

    E vem a história do ovo e da galinha. O que vem primeiro, a demonstração de capacidade ou o comodismo hereditário? Quantas foram as histórias de queda de dirigentes, a cada ciclo olímpico? Se houver suspeita, que seja fiscalizado e que se punam todos os culpados. Teremos os olhos internacionais. Terá que ser feito e dentro do prazo. São exigências de fortes grupos econômicos.

    Quanto ao documentário da ESPN, tão elucidativo, peca apenas pela desventura de não mostrar os dois lados. O Rio foi crítico (como tinha que ser, até vaiando o Lula), mas lotou o Maracanã, na abertura e encerramento do Pan, confirmando um certo orgulho desconfiado (como tinha que ser). A ESPN demonstra fôlego jornalístico (sem precedentes), com interesses de uma empresa que busca eventos para seu fraco catálogo, no esporte nacional. Queria ver a mesma capacidade investigativa junto aos desmandos da CBF, com corrupção muito mais latente. Mas, sabemos, com o retorno da Copa do Brasil, ao canal, nada será dito, em séculos sobre Ricardo Teixeira. Daí, todos vendem a alma. O COB não tinha moeda de troca, afinal.

    E, fecho, demonstrando minha motivação. Sou jornalista, com passagens pela edição de cadernos de esportes de um jornal do interior. Gosto até mais de eventos esportivos, em si. E sei que terei um nicho de trabalho, com certeza, sem a necessidade de derrubar ninguém do trono. Muitos brasileiros também o terão. Muitos. COMO ACONTECE EM TODOS OS PAÍSES QUE JÁ FORAM SEDES DOS JOGOS. HÁ UM MAIOR INVESTIMENTO NOS ATLETAS, COM CONSEQUENTE EVOLUÇÃO DO GRUPO, NO QUADRO DE MEDALHAS.

    Enfim…
    Só postei uma questão que me parece um vício de gestão no esporte brasileiro. Murray ataca Nuzman e vê, na escolha do Rio para sede de 2016, o pior resultado possível para suas intenções, ainda incertas. Daí, ele usa do artifício de enviar cartas para os votantes do COI para impedir isso a qualquer custo (imaginando que essa mala direta tenha um custo muito alto). Por quê? Se a candidatura do Rio realmente é a pior, ele não precisaria se preocupar.

    O que nos preocupa, afinal?

    Curtir

  13. Renato Pena, troque de sobrenome cara. Imagino que buscou referencias sobre o amigo blogueiro e ainda teve ousadia de usar o espaco do blog para difundir algo completamente fora de questão. Se o referido blogueiro vai ou não assumir o COB, me interessa ajuda-lo a desbancar o atual, que infelizmente não demonstra a minima transparência com o seu dinheiro. O meu dinheiro é usado para outra finalidade 😉

    Curtir

  14. Para aqueles que batem na tecla do “Legado do PAN”, peço que confiram a infraestrutura deixada no Estádio de Remo da Lagoa. Por sinal, a Confederação Brasileiro de Remo (CBR) está sob intervenção judicial, mas não consigo entender o motivo. Será porque o presidente afastado estava há 18 anos no cargo, não prestava contas, tinha uma “estranha parceria” com uma agência de viagens, estava sempre viajando às custas do dinheiro público e o esporte estagnado? Será que tem alguma coincidência com o autal presidente do COB?
    Espero, pois num futuro próximo ele será afastado, assim como, o ex-presidente da CBR.

    Ah! Muito boa resposta à carta da trupe do Nuzman. Não sabia que tinha instrumentos do Direito no conteúdo da resposta.. P/ mim, aquilo era ironia… hehe

    Grande abraço,

    Daniel (Remo – RJ)

    Curtir

  15. renato,

    vc é um grande palhaço. um coitado querendo arrumar emprego ás custas dos jogos olímpicos. vc pergunta quais as motivações do meu irmão, e em seguida diz que os jogos podem lhe arrumar um emprego. e tem mais. afirmo sem medo nenhum que o rio de janeiro,e qualquer outra cidade do país não tem mesmo a menor condição de sediar porcaria nenhuma. estou seriamente desconfiado, de quem está com motivações estranhas aqui é vc. como o blog não é meu, não tenho que ser educado com vc. portanto, acho que, na verdade, vc não passa de uma besta quadrada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close