O Website Bid Games Coloca Rio 2.016 Em Segundo Lugar.

Assim como existem inúmeros “papólagos”, que a cada eleição de um novo Papa procura advinhar, sob os mais diferentes critérios, quem será o novo Chefe da Igreja Católica, há, também, os “Olimpólogos.” Sempre foi assim. São aqueles que tentam destrinchar os complicados meandros do Movimento Olímpico e ganhar audiência tentando descobrir quem será a próxima sede olímpica. Fazer isso, seja com Papas, seja com Cidades Olímpicas, é um negócio, ou business, como preferirem. O website Bid Games é mais um desses. Há vários que fazem a mesma coisa. Vejam na internet. Nunca me preocupei com isso. Cada qual tem seus critérios de avaliação. O do Bid Games, por exemplo, é um critério que mistura matemática com meras suposições, como eles próprios falam. Ou seja, não garantem nada. É uma mera opinião, Se Vocês entrarem na internet, verão outra série de “Olimpólogos” com opiniões absolutamente diferentes do Bid Games (eu, por exemplo, com a diferença de que não tenho interesses comerciais em minhas opiniões). Se o Bid Games acertou que os Jogos de 2.008 iriam para Pequin, não obstante a candidatura de Toronto tivesse melhor qualidade técnica, choveu no molhado. Todo mundo minimamente informado sabia do resultado. Os patrocinadores exigiam a abertura do mercado chinês para eles. Também, quando o Bid Games diz que em 2.012 a batalha entre Londres e Paris seria apertada, a coisa era óbvia para quem acompanha o assunto (eu, pessoalmente, achava que Paris venceria por pequeníssima margem. Ocorreu o inverso).

A razão essencial para o Bid Games colocar o Rio em segundo lugar, é a apresentação pública da candidatura carioca. Eu mesmo já havia falado e escrito que as apresentações cariocas são boas. São repletas de emoção (já que esporte mesmo para mostrar não tem). Mistura samba com esporte. Ele leem um teleprompter e,  nas palavras de um membro do próprio Comitê Internacional Olímpico (“CIO”) “parecem uns atores bem treinados. Mas nós sabemos que a realidade do Rio de Janeiro não é aquela.” Mostram uma mistura de euforia com embromação latina, que os japonêses são incapazes de produzir.

Não sei da idoneidade do Bid Games. Não sei se é bancado por alguém, por algum patrocinador, se está do outro lado do balcão. Mas eu prefiro acreditar nas minhas próprias pesquisas, conversas, correspondências e conhecimento desses trâmites olímpicos. Continuo afirmando que o Rio não tem chance alguma.

Só um louco daria os Jogos Olímpicos para uma Cidade em que 120 soldados, de pelo menos dez batalhões da Polícia Militar do Rio de Janeiro, começam a ocupar, indefinidamente, a Ladeira dos Tabajaras, na zona sul, para tentar conter a violência urbana. E, ao mesmo tempo, ainda procuram traficantes que, após o morticínio de ontem, encontram-se refugiados na Rocinha (vide matéria completa de Diana Brito, na Folha Online de hoje).

Continuo achando que o dossie do Rio não dá credibilidade. Ora, se para o Pan Americano não se construiu uma única obra de infra estrutura, apesar do super faturamento de 1.000% (hum mil por cento), quem garante que algo será feito para os Jogos Olímpicos?

Os Membros do CIO não são bobos. Tanto não são que alguns deles até podem prometer o voto ao Rio. Mas na hora H, não vão votar não.

Categorias olimpismo

Um comentário em “O Website Bid Games Coloca Rio 2.016 Em Segundo Lugar.

  1. Olha, Alberto, eu acompanho o GamesBid.com há uns anos, praticamente deste q surgiu como um pequeno site em 98. Pesquiso por lá, tiro informações factuais e até filtro algumas opiniões. Não tenho referências em relação a total legitimidade do trabalho deles. Esse tal BidIndex do referido site parece uma fórmula (não claramente divulgada) meio Copperfieldiana. Eles dizem que é um ‘complexo modelo matemático’, resultado de meses de investigação e desenvolvido por analistas com experiência em estatística. Os tais dados (segundo tb eles), colhidos para esse BidIndex, são “obtidos a partir de fontes públicas” (????).
    Meu amigo, vc sabe melhor q eu q nem vc, nem eu, nem 99,9999% (ou algo próximo) da população humana vota pra a escolha dos Jogos Olímpicos. O tremendamente restrito colégio eleitoral do COI talvez nem acesse o GamesBid. Tb tenho certeza q nem irá produzir qquer efeito com aquelas estimativas, na minha opinião, ilusórias.
    Lembro até das ‘premonições’ da Sports Illustrated. Todo ano olimpico eles lançam uma edição especial com perspectivas de resultados e uma relação (muito pretenciosa, por sinal) dos medalhistas. O índice de acerto é mínimo. Faço essa ilustração apenas para ratificar q tanto os critérios da revista norte-americana (até mais galgados em elementos factuais) quanto aos do site de candidaturas (nada conclusivos) são absolutamente fantasiosos. Vale como algo curioso e ponto.
    O show do Rio’2016, não só lá no SportAccord (leia, por favor, o pequeno texto de ontem no http://www.londresolmpica.blogspot.com), como tb em toda a trajetória até a escolha da sede 2016, está permeado de luzes, brilhos e belos discursos ufanistas. Q podem iludir muita gente mal informada por ai. Só q no dia dois de outubro próximo, a história será outra…
    Eu quero um Brasil Olímpico, Alberto, como sei q vc tb… mas antes (muito antes disso) queremos ele mais limpo e digno…
    Gde. abraço e parabéns pelos relatos e denúncias q faz neste teu blog, q sempre leio e mantenho lincado nos meus três espaços virtuais.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close