A Visita Do Príncipe Saudita ao Rio de Janeiro. E As Relações Esportivas Com A África.

Recentemente, o Príncipe Saudita Nawaf Abdul Aziz visitou o Rio de Janeiro, acompanhado de 29 pessoas. A viagem deu-se entre os dias 19 a 23 de dezembro de 2.008. A motivação de sua viagem ao País foi a Copa do Mundo de 2.014. Ocorre que, além de ser o responsável pelo futebol de seu País, o Príncipe também é membro do Comitê Internacioonal Olímpico e Vice Presidente do  “Youth Welfare”. Portanto, tem direito a voto no colégio eleitoral que escolherá a sede olímpica para os Jogos de 2.016.

O Príncipe Saudita encontrou o pessoal da CBF, tratou de questões ligadas ao futebol, alinhavou intercâmbio de técnicos de futebol entre o Brasil e a Arábia Saudita e elogiou a  nossa estrutura no que se refere à Copa do Mundo (alguém achou que o Príncipe iria esculhambar? Elogios protocolares, claro). Encontrou, também, com a Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer do Rio de Janeiro, Marcia Lins. a Secterária aproveitou a ocasião para, entre coisas, enaltecer a importância da escolha da Cidade do Rio de janeiro como sede dos Jogos Olímpicos para 2.016. No mesmo dia, o Príncipe recebeu Técnis de Futebol dos Sindicatos do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Até aí tudo bem. Contudo, em um dos banquetes oferecidos pelo Príncipe a centena de pessoas, lá estava sentado, na mesma mesa, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro e do Co-Rio, Carlos Arthur Nuzman, o Catuzinho, José Maria Marin (Vice-Presidente da CBF) e Carlos Alberto Torres (provável futuro Técnico da seleçãao da Arábia Saudita).  Estavam presentes os Vice-Presidentes do Botafogo, Vasco da Gama , Fluminense e do São Paulo.

No dia 21 o Príncipe foi ao Centro de Treinamento do Fluminense e do Tigres, em Xerém. Voou der helicóptero com Zico pela Cidade do Rio de Janeiro e conheceu o Estádio do Maracanã. No dia 22 reuniu-se com o Ministro Orlando Silva e com o Secretário de Esporte de Alto Rendimento da pasta, ainda Djan Garrido Madruga.

No dia 23, o Governador Sérgio Cabral ofereceu um almoço à Sua Alteza Real, com as presenças de Catuzinho, Marcia Lins e Júlio Bueno, Secretário de Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro. Claro, o presidente do COB e do Co-Rio aproveitou a deixa para fazer propaganda da candidatura olímpica. Seguido ao almoço, Nuzman acompanhou o Prícipe ao hotel, aonde esperavam por ele os membros do COB e do Co-Rio. Foi levado a uma reunião com a turma do Co-Rio. Lá, foram-lhe feitas várias explicações técnicas  e detalhadas sobre a candidatura carioca, propaganda explícita do porque, no entender da patota, os Jogos Olímpicos de 2.016 deveriam ser na Cidade Maravilhosa. O Príncipe, igualmente de forma puramente protocolar, disse boas palavras sobre a proposta olímpica do Rio de Janeiro, fingiu-se de encantado com aquilo que viu (em maquetes, é claro) e chegou ao extremo da diplomacia de declarar o seu voto à Cidade e dizer que trabalharia por ela, informalmente,  junto aos seus Colegas e Amigos do Comitê Olímpico Internacional. Vai votar coisa nenhuma.

E qual é o problema disso?

Todos. Há uma questão ética de fundamental importância a ser tratada. As rígidas normas do Comitê Internacional Olímpico, estabelecidas após os escândalos de compra de votos, proibiu, expressamente, que os Membros do órgão visitem as Cidades candidatas. Eles têm que se basear nos relatórios da Comissão de Avaliação do Comitê Internacional Olímpico e em em sua própria consciência, após estudar profundamente o assunto.

A visita do Príncipe foi em razão da Copa do Mundo de 2.014, de assuntos ligados à FIFA e sem qualquer relação com os Jogos Olímpicos. Aproveitar a estada de um membro do Comitê Internacional Olímpico no País, para fazer propaganda da candidatura olímpica carioca é uma forma de burlar as regras estritas impostas ao colegiado olímpico. E que não se fale que a reunião com o representante saudita sobre o Rio de Janeiro foi apenas um “encontro informal”. Não foi não. Há inúmeras pessoas que testemunharam o fato. Há relatórios e tudo mais. Outras Cidades canditadas já têm conhecimento do ocorrido e tomarão as medidas cabiveis. Eu, de minha parte, levarei o assunto às pessoas responsáveis no Comitê Internacional Olímpico para apuração dos fatos e constatação de eventuais irregularidades. Além do que, o COB e o Co-Rio apresentaram ao Membro do Comitê Olímpico Internacional detalhes técnicos da candidatura do Rio de Janeiro antes mesmo de entregar o dossie ao Comitê. Isso é proibido.

Sobre a África. O Presidente Lula tem muito interesse em estreitar as relações com aquele Continente, tão pobre. Isso inclui a relação esportiva. Pois bem, autoridades desportivas africanas pediram ao Brasil apoio de forma que nosso País enviasse para lá técnicos de futebol para programas sociais, com o intuito de tirar as crianças da rua. O assunto foi parar nas mãos da Confederação Brasileira de Futebol que, ao que se apurou, não atendeu ao pleitos dos africanos. Eles estão sentidos com o País. Apesar de ser no âmbito do futebol, normalmente os dirigentes desse esporte são, naqueles Países, ligados ao Olimpismo. Por isso, o Brasil, o Rio de Janeiro, terá muita dificuldade em cooptar um voto que seja no continente africano.

As demais candidaturas olímpicas, que já consideram o Rio de Janeiro fora da disputa, começam a cabalar os dois votos do Brasil para suas respectivas Cidades. É o chamado segundo voto. Se uma Cidade não tem metade mais um dos votos, a última colocada vai sendo eliminada até que alguém obtenha esse quórum mínimo. Na minha modesta opinião, os dois votos do Brasil, ou ao menos um, irá para Madrid, em razão da forte ligação e respeito para com o Presidente Samaranch.

Categorias olimpismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close