É Por Essas E Outras Que a CMPI Deve Sair E Que O Ministério Público Federal, a Controladoria Geral da União e o Tribunal de Contas da União Estão Investigando.

conselheiros

Sem licitações, Rio-2016 dá R$ 46 mi a consultores

Maioria da verba é federal, mas COB decide destino de quase metade do valor

Responsável por relatório para justificar candidatura do Rio, empresa estrangeira ganha R$ 14,3 milhões para fazer dossiê e apoiar comitê

RODRIGO MATTOS
DA REPORTAGEM LOCAL

A candidatura do Rio de Janeiro a ser sede da Olimpíada de 2016 gastará R$ 46 milhões em consultorias, valor quase integralmente bancado pelo governo federal. O número significa cerca de 35% da estimativa de gasto da postulação atual (R$ 131,5 milhões) -haverá majoração pela alta do dólar.
Todas as contratações serão feitas sem licitação. Segundo especialistas ouvidos pela Folha, é comum comitês de candidaturas fazerem concorrências nesses casos, pois há mais de uma empresa no setor.
Do montante total, a União bancará R$ 46 milhões, enquanto o COB gastará R$ 270 mil. Apesar da pequena participação, o comitê decidiu a destinação de R$ 21 milhões. Outros R$ 25 milhões serão gastos diretamente pelo governo.
Sem licitação, o comitê já contratou os serviços da suíça EKS (Events Knowledge Services) para responder ao questionário da primeira fase do COI. Pagou, à época, R$ 3,5 milhões. Agora, repassará mais R$ 10,8 milhões à mesma empresa para a supervisão do dossiê final, além do gerenciamento e do planejamento da postulação do Rio até outubro de 2009, data da escolha da sede olímpica.
Com cúpula de australianos que trabalharam em Sydney-2000, a EKS foi criada após iniciativa do COI para repassar conhecimento de organização de eventos. E atuou no Pan.
Ao definir que o Rio seria candidato à Olimpíada de 2016, o COB usou como justificativa relatório da própria EKS, que dizia que a cidade “está em condições de se apresentar como forte postulante”. Agora, a empresa lucra com a candidatura.
Em outro convênio, o ministério vai repassar R$ 7,2 milhões para o comitê contratar especialistas internacionais para um total de 17 temas dentro do dossiê de candidatura. Entre os assuntos, estão finanças, marketing e Vila Olímpica.
Segundo o COB, que não citou os nomes dos especialistas, os valores pagos foram baseados em “preço-referência internacional”. Os convênios com o comitê foram firmados sem que fossem informados os nomes dos contratados.
De forma direta, o Ministério do Esporte contratou duas consultorias. A FGV (Fundação Getúlio Vargas) vai elaborar estudo de “viabilidade das instalações esportivas e não esportivas propostas no dossiê” ao custo de R$ 12 milhões.
A outra contratada diretamente pelo governo para a Rio-2016 foi a Fundação Instituto de Administração, ligada à USP. Sua tarefa será, entre outras, “o apoio ao gerenciamento das ações do governo federal na candidatura”. Pelo serviço, ganhará R$ 13 milhões.
O trabalho de ambas será utilizado para criar “um sistema padrão de orçamentação para eventos esportivos”.
Elas já tinham sido contratadas pela pasta no Pan-2007. Na organização do evento, a FGV estimou gastos totais em US$ 178 milhões, em abril de 2001. O valor representa cerca de R$ 650 milhões, considerada a cotação do dólar de abril de 2001 e a atualização da inflação até hoje. Na verdade, todo o evento saiu por R$ 3,7 bilhões.
Segundo a FGV, a participação da União seria de R$ 158 milhões -também atualizados pela inflação. O valor foi multiplicado por 11 no mundo real.

Categorias olimpismo

Um comentário em “É Por Essas E Outras Que a CMPI Deve Sair E Que O Ministério Público Federal, a Controladoria Geral da União e o Tribunal de Contas da União Estão Investigando.

  1. Alberto – esses números são estratosféricos!!
    Se corretos, o que creio, e vindos de fontes seguras, é caso de polícia!!!
    Não sei, realmente não sei, o que as autoridades que estão lendo o farto material no seu blog estão esperando para embargar toda essa pouca vergonha!!
    Tudo isto merece ser estampado não nas páginas de esportes dos jornais, mas nas colunas policiais, como matéria de chamada de manchetes na primeira página.
    É caso de prisão, mesmo!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close