E a Festança com Dinheiro Público Continua. O Ministério Público Federal Não Vai Fazer Nada?

Hoje o jornal Folha de São Paulo, em uma competente matéria do Jornalista Rodrigo Matos, informa que o Rio 2.016 já gastou R$ 46 Mi com “consultores”, sem licitação, pública, com essa candidatura olímpica fadada ao fracasso.

Esses “consultores” devem ser gênios da raça. Pelos preços cobrados, não se pode admitir outra coisa.

A justificativa do Ministério do Esporte, para burlar a Lei No. 8.666 de que “as contratações têm que ser feitas” é cínica e burra. E daí que tem que contratar. Se é assim, que o faça pelos meios legais. Esses seres do Esporte não estão acima do bem e do mal.

Imaginem só se o Ministério dos Esportes e o Comitê Olímpico Brasileiro tivessem investido metade dessa quantia, que fosse, para criar centros desportivos populares de base? Somente 12% (doze) por cento das escolas públicas têm alguma área de prática desportiva. E mesmo assim, em condições muito precárias e com Professores de Educação Física mal pagos.

Como as crianças dessas escolas não têm condições de receber aulas de educação física condignas, nem os Professores tem como ministrá-las, o que o serviço público tem feito é uma verdadeira propaganda contra a ginástica. O jovem aluno cresce pensando que o esporte, a educação física, é aquilo que eles “aprendem” na escola. E por ser chato, mal aplicado, na vida adulta eles se afastam do hábito saudável de praticar exercícios físicos.

Além da ilegalidade de distribuir esse dinheiro público de grande monta, sem licitação pública, à “consultores”, que não tornarão, certamente, a candidatura do Rio de Janeiro vitoriosa, existe a política pública de empregar mal o dinheiro disponível.

Repito que melhor teria sido se esse dinheiro tivesse sido investido na base.

Vou mandar cópia do Artigo de hoje da Folha de São Paulo ao Ministério Público Federal em Brasília D.F., para robustecer as quatro Representações que já iniciei.

Só falta não dar em nada. Aí seria a desmoralização de mais uma respeitável instituição centenária no Brasil.

Categorias olimpismo

3 comentários em “E a Festança com Dinheiro Público Continua. O Ministério Público Federal Não Vai Fazer Nada?

  1. A estrutura MÍNIMA que se exige ou que se exigiria em uma escola da rede pública é uma pista de atletismo , uma ( ou duas ) quadras para os esportes coletivos e uma piscina olímpica ou semi-olímpica.

    Curtir

  2. Parabéns pelo blog Dr. Alberto!!! Isso mostra o quanto o sr. valoriza o esporte, afinal somente 12% (doze) por cento das escolas públicas têm alguma área de prática desportiva, que pena não?!…esse é o nosso país. E muitos se calam e não correm atrás do que é nosso por direito.

    Adorei o blog, seu conhecimento é fora de série.

    Abraços,

    Dandara Dallago

    Curtir

  3. JL Cabello Campos novembro 7, 2008 — 11:28 pm

    Caro Alberto – excelentes seus comentários – de total acôrdo com Você – continue o bom trabalho – JLCC

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close